Publicidade
Carnaval
CELEBRAÇÃO

Vila da Barra comemora 2º lugar e dá volta por cima após desempenho ruim de 2017

Com 177,1 pontos, a escola de samba do bairro Compensa por pouco não beliscou o inédito campeonato 12/02/2018 às 15:47 - Atualizado em 12/02/2018 às 16:14
Paulo André Nunes Manaus (AM)

Nunca um segundo lugar foi tão comemorado no Carnaval amazonense quanto o conquistado pela Vila da Barra. Em seu segundo ano no Grupo Especial, a agremiação da Compensa, na Zona Oeste da cidade, fez bonito e, após o 7º lugar do ano passado, deu a volta por cima e por pouco não beliscou o inédito campeonato entre as grandes: obteve 177,1 pontos contra 178,3 da campeã Reino da Liberdade.

O carnavalesco Tiago Fartto, que traz na bagagem trabalhos com a sensação do Carnaval carioca Paulo Barros, que hoje é da Vila Isabel (RJ), era um dos integrantes da agremiação mais emocionados com o vice-campeonato obtido com o enredo sobre “O Grito”.

“Esse campeonato no Carnaval é como um título para todos nós. É uma emoção muito grande e nem sei o que dizer agora. A Vila da Barra é uma escola que chegou ontem ao Grupo Especial e esse ano ficamos em segundo após o sétimo no ano passado. Trabalhamos para isso, é uma comunidade guerreira, que nos coloca pra cima, e que está a fim do título. E ano que vem vamos trabalhar para buscar o campeonato. Ano passado, na nossa estreia, procuramos consertar as falhas. Neste ano, vamos ver o que erramos, e em 2019 vamos buscar o título”, disse ele, com lágrimas nos olhos igual ao final do desfile do último sábado (10), quando terminou a apresentação chorando de emoção.

O ex-jogador de futebol Mestre Luciano, que comandou a bateria da Vila da Barra com maestria e talento, comentou que o segundo lugar entre as grandes premia o trabalho da escola de samba azul e amarela da Compensa.

“Esse vice-campeonato representa muito para nós. Não somos peru para morrer de véspera. Algumas pessoas estavam falando que a Vila da Barra iria cair, que já caiu. Graças a Deus fomos lá, trabalhamos direitinho e conseguimos essa importante colocação com apenas dois anos de Grupo Especial”, finalizou o mestre.

Publicidade
Publicidade