Publicidade
Esportes
UNIÃO

1ª Copa Rocha's movimenta cenário do jiu-jitsu para ajudar projeto social

Competição mobiliza lutadores de várias academias para levantar fundos para manter Projeto Dignidade 05/06/2017 às 05:00
Show zcr020502 p02
Lutadores mostraram todo o talento na arte marcial que é a cara do Amazonas. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

Lutar. Verbo tão usando dentro das academias de jiu-jítsu, por muitas vezes precisa ser conjulgado fora dos tatames. Sem patrocínio, muitos projetos sociais precisam lutar para manter os sonhos de pé.

O Projeto Dignidade, da academia Rocha, no Coroado 3, conta com 100 atletas, que buscam um caminho melhor através das lutas. No último fim de semana, um campeonato foi realizado para ajudar o projeto a seguir dando frutos. “O projeto ‘Dignidade’ visa ressocializar jovens, tirar da marginalidade, combater a ociosidade. Como nós estamos com pendências, nós vimos na Copa Rocha a saída para pagarmos algumas dívidas. Nós temos dívidas como qualquer outro projeto que tem local alugado, então agradecemos a todos os atletas que participaram e pedir a Deus que abençoe todos os projetos sociais”, explicou Christian Rocha, coordenador do projeto, que também busca construir uma biblioteca para os atletas. “Motiva e incentiva o atleta a ler. Nós já temos vários livros, o que nós não temos ainda é uma estrutura para colocar estes livros”, finalizou.

Mas a luta para manter projetos sociais não afasta a principal característica do esporte: a união. Atletas de várias academias se inscreveram e participaram do evento. “Se queremos ser profissionais não podemos só pensar em nós. Temos que pensar no crescimento do jiu-jitsu. Eu estou indo para os 34 anos, mas cada criança de 5 ou 6 anos que começa a treinar é o futuro. Nós temos que ajudar a base, para que no futuro elas sejam as estrelas, não só das academias, como do Amazonas”, garantiu e experiente Waltecy Júnior, da Team Cardoso, academia que inscreveu atletas em diversas categorias da disputa.

Publicidade
Publicidade