Quarta-feira, 21 de Abril de 2021
FUTEBOL

10 a 2: Clipper aplica a maior goleada do Barezão 2021

Caíque (2x), Raphinha (2x), Iton, Charles Chenko, Bigo, Canutama, Lídio e Natal marcaram os gols da histórica goleada da Águia Dourada



170072031_10225789062497801_8980523102747112947_n__1__A32F06F7-0E01-4C81-8081-37DA2C3157AD.jpg Foto: Arlesson Sicsú
07/04/2021 às 20:02

Com um dos maiores placares da história do Campeonato Amazonense, o Clipper bateu o Iranduba por 10 a 2, na tarde desta quarta-feira (7), na Colina. Caíque (2x), Raphinha (2x), Iton, Charles Chenko, Bigo, Canutama, Lídio e Natal fizeram para a Águia e Gabriel Ceará marcou os dois gols do Hulk.

Com o resultado, o Iranduba continua na última colocação do campeonato sem nenhum ponto. Já o Clipper foi para a segunda colocação, igualando o Amazonas - que ainda joga nesta quarta, diante do São Raimundo -, com 11 pontos.



Início do baile

Assim como já vinha fazendo nos jogos anteriores, o Iranduba começou o primeiro tempo marcando em cima, buscando pressionar o adversário. Logo aos 2 minutos, Sávio recebeu passe ao se infiltrar entre a zaga do Clipper e arriscou da grande área, tirando do goleiro Saúl, mas acertou a trave esquerda do arqueiro.

Mas a Águia do Parque 10 não deixou por isso e abriu 5 gols de vantagem em 25 minutos. O primeiro foi aos 10, com Charles Chenko lançando Caíque, que driblou o goleiro e mandou para o fundo do gol. Aos 14, Chenko - de novo na assistência - cruzou para Iton, dentro da área, só empurrar e marcar o segundo.

Aos 18, foi a vez do camisa 17 marcar o dele. Foguete partiu em velocidade pela direita e achou Charles na entrada da pequena área, sozinho, para balançar as redes. O quarto foi aos 22, com Caíque tocando para Foguete na direita, cruzando para Raphinha ampliar, quase como replay dos gols anteriores. E aos 35, mais uma vez Raphinha tabelou com Caíque e bateu no canto esquerdo, tirando do goleiro e marcando seu segundo no jogo e o quinto do Clipper na partida.

Antes do intervalo, o Hulk ainda conseguiu diminuir a diferença. Aos 38, Gabriel Ceará arriscou um chutaço de fora da área e encobriu o goleiro Bruno Saul, marcando um golaço para o Verdão. O segundo veio com o camisa 10 novamente. Aos 47, em escanteio alçado na área, o volante Robson - do Clipper - acabou escorando de cabeça, tirando Bruno Saúl da jogada, com a bola sobrando para Gabriel Ceará completar para o gol.

Cinco vira, dez acaba

A segunda etapa começou com a Águia Dourada ampliando a vantagem numérica. Aos 5, Caíque recebeu passe por elevação de Iton, dentro da área, marcando de cabeça o sexto gol. E logo aos 8, Charles Chenko roubou a bola do defensor na grande área e tocou para Caíque, que serviu Thiago Bigo. O camisa 7 mandou um balaço de fora da área, garantindo o sétimo gol da Águia.

Aos 10 minutos, Mazinho sacou Charles Chenko para a entrada de Edinho Canutama, que com apenas cinco minutos na partida, também deixou o dele. Após saída de bola errada da defesa do Iranduba, que jogou a bola nos pés de Foguete, o lateral-direito passou para Raphinha. O camisa 10 tocou para Edinho, que frente com Diego, marcou o oitavo do Clipper.

Com 33 minutos, o Iranduba ainda teve uma chance de pênalti com Sávio, mas Saul defendeu. Já que o Hulk não aproveitou, o Clipper ainda meteu mais dois. Aos 36, Thiago Bigo cobrou escanteio, Lídio chegou na bola e Allan, contra, empurrou para o fundo das redes. A árbitra Elivane Trindade - que fez sua primeira partida como árbitra principal de uma partida da Série A do Amazonense - deu o gol para o zagueiro estreante. E quem fechou a conta foi Cristiano Natal, que aos 38 minutos, recebeu de Canutama e, cara a cara com o goleiro, marcou o décimo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.