Publicidade
Esportes
LUTA

2º Desafio Rei e Rainha da Praia de Beach Wrestling define suas majestades

Evento reuniu mais de 300 lutadores das diversas categorias em disputa, e atraiu grande público, na quadra de areia da Ponta Negra (Zona Oeste de Manaus) 05/02/2017 às 18:59
Show  asl4416
Lutadores se adaptaram rapidamente à luta de praia, e fizeram lutas empolgantes para o público presente. (Foto: Antônio Lima)
Jéssica Santos Manaus (AM)

Aconteceu neste domingo (5), o 2º Desafio Rei e Rainha da Praia de Beach Wrestling, no complexo da Ponta Negra (Zona Oeste). Mesmo debaixo de chuva o público compareceu e acompanhou as seis horas de disputa.

Tássio Alves, organizador do evento, destacou a importância da competição. “Manaus é a terra da luta. Aqui é preciso criar novas categorias, porque é atípico, a criança nasce sabendo lutar, então estamos trazendo essa modalidade para o Amazonas e queremos que o Beach Wrestling cresça bastante aqui”, disse ele.

Participaram das disputas lutadores das categorias Juvenil (15 a 17 anos), -60Kg  -70Kg, -80Kg, -90Kg, acima de 90kg no naipe masculino, e de -50kg, -60Kg, -70Kg, e acima de 70 kg no feminino, nas categorias Elite e Cadete.

Juvenil
O lutador Jadson Rodrigues (15) foi o vencedor da categoria juvenil até 50kg. Jadson luta desde os seis anos de idade, e diz que visualizava a vitória para entrar confiante para as lutas. "Coloquei na minha cabeça que eu iria ganhar de qualquer jeito, e estou aqui com a vitória", disse.

Ketlen Regina, 15, luta há quatro anos. Menor que suas adversárias, ela se agigantou na quadra de areia, e venceu na categoria 55 kg. “Treino quatro horas por dia, e procuro sempre evoluir mais. Minha especialidade é a luta olímpica, aqui foi diferente, a pegada é diferente, mas eu consegui adaptar meu jogo para a areia, e venci, deu tudo certo”, disse Ketlen, que está se preparando para o Torneio da Juventude deste ano.

Adulto
Na categoria sub 50 kg, quem se destacou foi Jéssica Luana, que venceu a luta final mesmo após deslocar o ombro durante a disputa. “Me machuquei após uma queda que minha adversária me deu, e nem sei como consegui, mas continuei a luta até o final, sentindo dor, mas consegui essa vitória. Estou muito feliz e estou aqui para qualquer guerra que vier, em busca de mais vitórias”, disse ela.

Walter Santos estava feliz por ter conquistado a vitória na categoria até 90 kg. “Não luto a tanto tempo, essa foi minha primeira competição, e foi muito gratificante vencer, ainda mais porque derrotei o cara que me ensinou a lutar, foi uma honra sair campeão”, disse Walter.

“Essa competição é legal porque podemos lutar com lutadores que não poderíamos em outras competições, aqui tem atleta do jiu-jítsu, MMA, luta olímpica, judô, então, tudo pode acontecer, todos são iguais”, disse Walter.

Outro destaque no Beach wrestling adulto foi Lucas Machado. Ele é campeão brasileiro de luta olímpica, e venceu o favorito, Dileno Lopes, ex-atleta do UFC.

“A luta mais difícil para mim foi a última, que era com uma atleta que treina comigo, sabe meu jogo também, não desmerecendo o Dileno, senti a força dele também, mas, graças a Deus, consegui sair com a vitória”.

Numa competição diferente como a Rei e Rainha da praia, Lucas falou de como foi lutar na areia. “Aqui é muito mais puxado, é necessário ter um preparo físico grande, tanto que eu estava correndo todos os dias na areia, para chegar bem na competição”, revelou.

Dileno Lopes ficou em terceiro na competição e falou sobre sua participação no evento. “Me dedico ao wrestling, ao MMA, e gosto de participar desses eventos locais, meu professor me incentivou, e eu vim para estar sempre em atividade com os caras da minha equipe; a união fortalece a todos nós”, disse Dileno Lopes, que afirmou estar treinando para sua luta que já está marcada para 26 de março, no Shooto Brasil.

O evento foi promovido pela Comissão Atlética de MMA do Amazonas (CAMMA-AM), Federação Amazonense de Luta Olímpica (FALLE) e Federação Amazonense de Jiu-Jítsu Profissional (FAJJPRO), e recebeu apoio da Sejel.

Publicidade
Publicidade