Publicidade
Esportes
Craque

À beira do rebaixamento na Série A do Brasileirão, Botafogo elege seu novo presidente

O resultado só saiu na madrugada desta quarta-feira (26) e o pleito botafoguense elegeu Carlos Eduardo Pereira com 442 votos. O novo mandatário do Alvinegro carioca terá pela frente um clube afundado em dívidas e praticamente rebaixado à Série B do Brasileirão 26/11/2014 às 11:57
Show 1
Carlos Eduardo Pereira foi eleito novo presidente do Botafogo para os próximos três anos.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O clube carioca Botafogo tem novo presidente: em eleição bastante apertada, que teve a apuração finalizada somente na madrugada desta quarta-feira (26), Carlos Eduardo Pereira venceu o pleito e comandará o Glorioso pelos próximos três anos. O administrador de empresas, de 56 anos, assume o comando do clube com a dura missão de tirar o Alvinegro de uma grave crise financeira, além de recuperar o time, que está quase na segunda divisão do futebol nacional.

O novo presidente assume já nesta quarta em substituição ao criticado Maurício Assumpção, que para a maior parte da torcida do Botafogo é o responsável pela enorme crise que o clube atravessa. Carlos Eduardo Pereira, que já havia concorrido ao cargo em 2011, era o candidato da chapa “Oposição Unida” e recebeu 442 votos, contra 347 de Thiago Cesário Alvim, 234 de Marcelo Guimarães e 200 de Vinícius Assumpção.

Com o total de 1.224 eleitores que compareceram, a eleição só foi decidida nas quatro últimas urnas. A chapa vencedora ainda elegeu o vice-presidente, que será Nelson Mufarrej, e vai indicar 126 nomes para o Conselho Deliberativo - enquanto o grupo que ficou em segundo lugar, de Thiago Alvim, tem direito a 14 lugares no Conselho.


"Essas eleições passaram uma mensagem muito importante, que nós precisamos unir o clube. Todos os botafoguenses têm que ter consciência de que 2015 vai ser um ano muito difícil e por isso precisamos do apoio de todos. Estamos cientes que temos uma responsabilidade muito grande, e vamos lutar para não causar nenhum tipo de decepção", disse Carlos Eduardo, assim que a eleição se definiu.

Ofensas e cobranças

Torcedores do Fogão que estavam na entrada do Salão Nobre da sede do clube, não pouparam o, agora, ex-presidente do clube Maurício Assumpção, direcionando xingamentos ao cartola. Também houve gritos de apoio ao novo presidente, hino botafoguense sendo cantado e clima de união entre as chapas concorrentes.

Sócios do clube e torcida presente no local aproveitaram para mandar um recado ao novo mandatário do Glorioso. Aos gritos de "se roubar vai apanhar" e "o roubo acabou", os torcedores demonstraram toda a insatisfação com a antiga administração do clube e cobraram uma nova postura por parte do novo presidente.

Administrador com especialização em marketing, Carlos Eduardo Pereira foi vice de Carlos Augusto Montenegro entre 1994 e 1996, quando este estava no poder. Sendo apoiado pelo ex-jogador Carlos Alberto Torres - ídolo alvinegro -, o capitão da Seleção no tricampeonato no México em 1970, deverá fazer parte importante da equipe da nova diretoria.

O Botafogo, que está à beira do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, ainda terá dois jogos na competição. O Glorioso terá de vencer ambos os duelos e ainda contar com uma improvável combinação de resultados para escapar da degola. No próximo domingo (30), o Alvinegro enfrenta o Santos, na Vila Belmiro, e no dia 7 de dezembro, o adversário será o Atlético-MG, no Maracanã, no encerramento do Brasileirão.  

Publicidade
Publicidade