Sábado, 17 de Agosto de 2019
MMA

Em retorno a sua cidade natal, Rodrigo 'Muralha' luta no Coari Champions

Lutador de Coari, Rodrigo “Muralha” de Abreu superou barreiras para lutar no Coari Champions, maior evento de MMA do município



mura2_B16757FD-C204-4E78-826E-11450B091214.JPG Foto: Márcio Silva
20/07/2019 às 19:29

O “Coari Champions 3”, que acontece no dia 3 de Agosto, no Centro Cultural de Coari (distante 432 quilômetros de Manaus), vai  reunir vários atletas que estendem o título de lutadores também para suas trajetórias de vida. Rodrigo “Muralha” De Moura, 17, estreante no evento, é um desses casos. O coariense, que mora em Manaus há três anos, teve de superar diversas barreiras para ter a chance de mostrar o seu MMA no octógono da organização, contra Bryan da Silva.
a Luta no sangue

O atleta, que tem no cartel cinco combates, sendo  quatro vitórias e uma derrota, luta na categoria peso palha representando a academia Obersilva Fight Team e iniciou os treinos de Jiu-jítsu aos dez anos, influenciado pelo irmão mais velho. 

O começo da jornada de Muralha, no interior e sem condições ideais de treino, foi desafiador. “Com meu irmão eu conheci o Jiu-jítsu, ele me levou pra treinar, o esporte se encaixou comigo e lá eu conheci a Renovação Coari Team. Meu kimono quem me deu foi minha avó, que é costureira. Depois de um tempo treinando, com o tempo acabou rasgando e fui pra modalidade Submission, que não precisa de kimono, fui campeão em Coari e ganhei todo o equipamento necessário do meu primeiro patrocinador”, revelou Rodrigo, que  também comentou como surgiu  seu apelido. 
“Um dia cheguei com minha namorada e comentei que todos na academia tinham apelido e eu não. Aí ela me apelidou de Muralha e continuei usando nas lutas, fui ganhando e segui com esse apelido” completou.  

Caminho das Drogas

A dificuldade financeira não foi o único adversário que Muralha teve que nocautear: ainda na infância, o lutador se envolveu em práticas ilícitas no município natal. “Eu tive pessoas que não posso chamar nem de amigos que vieram e me falaram pra experimentar drogas, pra usar só um pouquinho. Com uns 14 anos, foi quando me envolvi com essas coisas, bandidagem mesmo estando dentro da academia. Passei por coisas que nunca achei que aconteceriam comigo. Minha mãe chegou a me chamar de lixo, que eu não ia prestar”, revelou Muralha.
O coariense conta que as artes marciais o salvaram de continuar no mesmo caminho errado. “Depois que eu conheci o mundo da luta, eu vejo que posso ter um futuro melhor que isso. Tive muita ajuda da minha mãe, ela é minha parceira pra tudo” relatou emocionado.

A volta do guerreiro

A mãe de Muralha  ainda mora em Coari e nunca presenciou uma luta do filho. Rodrigo quer mostrar que mudou e pretende provar dentro do octógono. “Eu sinto uma angústia, quando lembro tudo isso, mas eu quero ajudar minha mãe, que é manicure, já mandei alguns vídeos das minhas lutas pra ela, mas vai ser a primeira vez com ela presente. Vou mostrar que tento ser alguém melhor que antes”, enfatizou o lutador recordando que o  pai não fez parte da criação dele nem  dos seus irmãos.
 “Ela nos criou sozinha, meu pai só me botou no mundo e caiu fora. Desde os oito anos ela está com nosso padrasto, que ajudou a criar todos meus irmãos, agradeço muito ele também” disse.

Nova etapa 

Rodrigo garante que está preparado para escrever um novo capítulo em sua história e que trará a vitória para Manaus. “Isso tudo serve de motivação, estou preparado. Treino na melhor academia da cidade, pode mandar quem for que eu vou estar esperando e vai bater de frente com o Muralha” afirmou.
Atualmente, o atleta é faixa azul de Jiu-jístu e não esconde que é a parte preferida do seu jogo. “Desde sempre o pessoal comenta que minha luta no chão é muito boa, que eu tinha que subir e começar a trabalhar meu jogo em pé, que eu teria um futuro muito promissor”, completou.

Receba Novidades

* campo obrigatório
News whatsapp image 2019 06 21 at 16.12.51 7cbfadd4 8d2b 47cf a09e 336b83276e71
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.