Sábado, 31 de Julho de 2021
Preparo

À espera do Pan, atleta de wrestling treina no México

O amazonense Bryan Oliveira disputou o Pan-Americano adulto na Guatemala e se prepara para o Pan Junior, no México. Entre uma competição e outra, ele treina com seleções de outros países e aprimora sua técnica



0245B086-8399-451D-932C-B3913A70373E_43AC8BC7-94F6-4BC3-A9DE-C3AA5E1AEA37.jpeg Foto: Arquivo Pessoal
05/06/2021 às 14:28

A seleção brasileira que disputará o Pan-Americano Júnior e Cadete, em Oaxtepec, México, chega ao país nesta semana. Ao todo, serão cinco amazonenses disputando a competição e mais o técnico amazonense, Anderson Alves, como um dos responsáveis pela equipe. Porém, enquanto a delegação não chega, o amazonense Bryan Oliveira aguarda treinando.

Bryan disputou o Pan-Americano Adulto de Wrestling, na Guatemala, no último fim de semana e ficou com a quinta colocação, só que, com 20 anos de idade, o atleta ainda tem idade para disputar o Pan-Americano Júnior, torneio que irá lutar na categoria até 61kg por ter se classificado na Seletiva Nacional. Assim, por questões logísticas, Bryan e Igor Queiroz, do Ceará – que luta na categoria greco-romana até 97kg - foram direto para a cidade de Pachuca onde estão treinando com a equipe mexicana, chilena e argentina, acompanhados pelo presidente da Confederação Brasileira de Wrestling (CBW), Flávio Cabral.



O técnico Anderson Alves, um dos responsáveis pela delegação - chega ao México no dia 6 de junho, os outros atletas da equipe chegarão de maneira escalonada à cidade. No dia 7, Bryan e Igor encontrarão o restante da seleção e seguirão para a sede do Pan, em Oaxtepec – que fica distante 100 km em relação à Cidade do México, capital do país. O Pan-Americano de Wrestling acontecerá entre os dias 9 e 13 de junho.

De acordo com o atleta amazonense, além de não ficar parado entre uma competição e outra, o período é importante para fazer um intercâmbio e se preparar para enfrentar os mais variados estilos de luta.

"É uma troca de experiência muito boa, pois estou aprendendo mais com cada delegação e dando um upgrade no meu estilo de luta. É sempre bom ter atletas (sparrings) da mesma categoria, pois assim posso mesclar vários estilos de luta.Para a competição isso é algo muito importante, pois vou estar enfrentando vários adversários diferentes e com estilos de luta diferentes.

Foto: Arquivo Pessoal

Assim eu chego mais preparado para competição”, explicou Bryan que está há seis dias treinando no Centro de Treinamento do Pachuca e frisou a importância da variação dos estilos.

“O que muda [de uma luta para outra] é a especialidade de cada atleta. Tem uns que são melhores em ataques de pernas, outros conseguem se sair melhor em uma luta mais agarrada e tento me adaptar para cada estilo de lutar”, completou.

Esta é a primeira vez que Bryan representará o Brasil em uma competição Júnior, apesar do amazonense ter duas participações em Pans adulto e cadete, ele ainda não conseguiu disputar na categoria entre 18 e 20 anos. Em 2019 ele até conseguiu se classificar, mas sofreu uma lesão no braço uma semana antes e acabou cortado.

Desta vez, ele disse que está esperançoso por uma medalha após muito treino e dedicação.

“Minhas expectativas são muito grandes, pois como já venho de um Pan- Americano Sênior (adulto), onde o nível é um pouco mais alto e consegui fazer lutas boas e de expressão. Creio que estamos mais próximos da medalha de ouro. Venho com mais experiência e uma bagagem a mais para essa competição”, explicou.

Ao todo, a equipe será composta por21 atletas., destes, cinco são amazonenses: Polyanna Araújo (Júnior até 50kg), Elivaldo Costa (Júnior até 65kg), Bryan Oliveira (Junior até 61kg), Jailson Silva (Cadete até 55kg), Eduardo Trovão (Cadete até 80kg) se classificaram após vencer a Seletiva Nacional Cadete e Júnior 2021, que aconteceu no mês de maio.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.