Sexta-feira, 24 de Maio de 2019
Craque

A hora e a vez de Zizou: Real Madrid anuncia Zidane como novo técnico

Pérez anunciou a demissão de Benítez, que possuía contrato até junho de 2018, após encontro do conselho. Zidane foi apresentado durante entrevista coletiva no estádio Santiago Bernabéu



1.jpg
Zidane, novo técnico do Real Madrid, durante coletva no Santiago Bernabeu
04/01/2016 às 20:51

A escolha de Zinedine Zidane para técnico do Real Madrid no lugar de Rafa Benítez dá ao ex-craque francês do time a chance de dar sequência a sua espetacular carreira nos gramados com o sucesso como treinador no mais alto nível.

Benítez, experiente, mas impopular, foi bruscamente demitido nesta segunda-feira com menos da metade da temporada completa depois de uma série de resultados ruins, que deixa o time atualmente atrás do líder do Campeonato Espanhol, o Atlético de Madri, e do segundo colocado, o Barcelona, na classificação.

Herói dos torcedores, uma figura elegante que contrasta com o seu desalinhado antecessor, Zidane foi promovido da função que tinha como técnico do time B, que disputa a terceira divisão do futebol espanhol.

Esse será o primeiro time de ponta que o francês de 43 anos, vencedor da Copa do Mundo, treina.

A pressão pelo sucesso num clube que tem como expectativa conquistar troféus de forma regular será enorme, e a dúvida é se a decisão do presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, de se desfazer de Benítez e entregar o time a um relativamente verde Zidane vai vingar.

Benítez, 55 anos, substituiu Carlo Ancelotti no fim da temporada passada depois que o italiano não conseguiu ganhar nenhum dos três principais títulos em 2014-15. A indicação de Benítez significou a volta do treinador espanhol ao clube onde ele iniciou a sua carreira como treinador de categorias de base.

No entanto, ficou rapidamente claro que a sua reputação de técnico detalhista e defensivo não havia caído bem com os torcedores.

Ele não conseguiu apresentar um futebol vistoso, ofensivo, que os torcedores exigem, e sucessivos relatos na imprensa local de que o treinador não se dava bem com figuras chaves no vestiário não o ajudaram.

Parece também que Benítez tem sido responsabilizado pela expulsão do Real da Copa do Rei por escalar um jogador irregular.

Quando o Real foi goleado em casa por 4 a 0 pelo Barcelona no final de novembro, o resultado significou o início do fim para o treinador espanhol.

Zidane chegou ao Real Madrid da Juventus em agosto de 2001 e ajudou o time a vencer o seu nono título europeu com um golaço de voleio contra o Bayer Leverkusen em 2002.

Vencedor da Copa de 1998 e da Euro 2000, ele é considerado um dos meias mais habilidosos da história do futebol.

A sua carreira terminou de forma vergonhosa quando na final da Copa de 2006 em Berlim ele foi expulso por dar uma cabeçada no defensor italiano Marco Materazzi.

Sempre bem vestido e de fala mansa, ele tem a devoção dos torcedores e grande respeito dos jogadores.

O primeiro jogo de Zidane será no sábado, quando o Real pega em casa o sétimo colocado do campeonato, o Deportivo La Corunã.

"É um dia importante para mim”, disse Zidane à imprensa nesta segunda-feira depois de ser anunciado como treinador por Pérez, sem ter a duração do seu contrato especificada. “Estou emocionado, mais do que quando assinei como jogador.”


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.