Publicidade
Esportes
Eternos craques

A hora e a vez do verdadeiro 'Duelo dos Leões', na Arena da Amazônia

Feras do passado de Nacional e Remo voltam a brilhar em amistoso beneficente neste sábado (19), no palco da Copa do Mundo e da Olimpíada 17/08/2017 às 12:17 - Atualizado em 17/08/2017 às 12:39
Show fer
O ex-meia Fernandinho brilhou tanto no Naça como no Remo e é uma das feras do duelo (Foto: Antônio Lima)
Denir Simplício Manaus (AM)

Já dizia o ditado: “Quem foi rei nunca perde a majestade”. E os ex-jogadores de Nacional-AM e Remo-PA mostrarão, no próximo sábado (19), às 17h30, na Arena da Amazônia, que nunca perderam o fino trato com a bola.

O “Duelo dos Leões” dos veteranos vai reunir craques do passado de duas das mais tradicionais equipes do Norte do Brasil. E entre essas feras está o ex-meia amazonense Fernandinho, que brilhou tanto no Leão da Vila Municipal como no Leão Azul.

“Atuei nos anos 80, comecei na base do Nacional. Fui pro Remo, em 84, fui campeão paraense. Também fui campeão pelo Nacional quatro vezes. Voltei pro Amazonas pra jogar no Rio Negro, rival do Nacional, fui bi-campeão amazonense pelo Rio Negro também. Depois fui pra Bolívia, pro Oriente Petrolero, lá disputei o campeonato nacional e terminei minha carreira aqui”, relata Fernandinho, fazendo um brevíssimo resumo de sua gloriosa carreira.

Rivalidade social

Antes marcado para o estádio da Colina, o clássico entre Nacional e Remo agora será realizado na Arena da Amazônia e com direito a preliminar de luxo entre São Raimundo e Rio Negro Másters, que iniciará às 15h30. Para o “torcedor raiz” matar a saudade dos grandes craques o ingresso custará apenas um quilo de alimento não perecível. A troca será efetuada diretamente nas bilheterias da Arena, que estarão abertas a partir das 14h30 de sábado para os dois duelos históricos.

Feliz por poder voltar a mostrar sua arte e ajudar o próximo, Fernandinho enumerou as feras que estarão em campo na partida que de amistosa só deve ter o nome.

As feras do Naça já estão no aquecimento pro duelo de sábado (Foto: Antônio Lima)

“Os jogadores que estão vindo são de primeiro nível. Daqueles que jogaram na minha época como o Dadinho, que jogou no Remo, no Paysandu, Internacional e Santa Cruz. Vem o Mesquita, Patrulheiro, o Nilo, que foi campeão da Libertadores pelo Grêmio. Tem o Careca que jogou no Santos”, disse o ex-meia conclamando as torcidas para o duelo. “Aproveito pra chamar a torcida do Remo, do Nacional e do Paysandu também, que é pra torcer pelo Nacional contra o Remo”, brincou o craque.

Entre os ídolos do lado do Naça estarão em campo ícones como Sérgio Duarte, Armando Falcão do Norte e Marinho Macapá, 62, que afirmou que não dará moleza ao Leão paraense. “Vamos entrar para vencer. Existe a rivalidade sadia entre as equipes, mas lembro que íamos lá em Belém e vencíamos. Jogávamos no Baenão (casa do Remo), Mangueirão e até mesmo com o Paysandu, na Curuzu, e a gente vencia. Eles também vinham aqui e davam o troco. Sempre foi uma grande rivalidade e no sábado não vai ser diferente”, comentou o ex-volante do Naça.

A torcida do Leão Azul já confirmou presença na Arena em apoio às feras do Remo (Foto: Antônio Lima)

Craques solidários

Fernandinho, que é um dos organizadores do amistoso beneficente na Arena, agradeceu o apoio da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), que, por meio de sua assessoria, afirmou que os alimentos arrecadados para o evento serão doados para instituições de caridade do Fundo de Promoção Social do Governo do Estado.

 

Publicidade
Publicidade