Domingo, 19 de Janeiro de 2020
UFC

Amanda Nunes luta para manter título de melhor do mundo

O CRAQUE participou de entrevista coletiva com a lutadora Amanda Nunes sobre o desafio de defender os dois cinturões que possui



amanda-nunes-campea-ufc_E4B677B7-A965-417E-93D2-75A15D83B202.jpg Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC
11/12/2019 às 14:47

Considerada a melhor lutadora de todos os tempos por muitos especialistas do mundo das artes marciais mistas (incluindo ela mesma), Amanda “Leoa” Nunes, deu entrevista coletiva via internet ontem (10) abordando sua próxima luta, contra a holandesa Germaine de Randamie no UFC 245, pelo peso-galo. Sempre se colocando como a ‘rainha da selva’ no MMA, Amanda também rechaçou os críticos à sua postura fora dos octógonos da organização.

“Não posso falar que não sou a melhor, eu trabalhei para isso. Estou ganhando mais que meus colegas porque sou melhor que eles, uns ganham e outros perdem. Eu ganhei os cinturões e agora tenho que defendê-los”, desabafou a lutadora, a respeito dos críticos da sua postura fora dos octógonos.



A brasileira, que está invicta há quatro anos, acumula cartel de 18 vitórias e quatro derrotas.  Amanda é a única lutadora do UFC campeã de duas divisões (peso-galo e pena) caso obtenha sucesso na defesa dos dois títulos, quebrará mais um tabu na organização. 

“Estou muito ansiosa para essa luta, é uma das mais esperadas. Ganhei o cinturão e agora tenho que defender. A Germaine quer o título e eu quero defendê-lo, não penso em nada além disso”, disse a lutadora, que já trouxe o cinturão peso-galo de volta à ‘toca’ da Leoa quatro vezes.
Ela comentou sobre sua adversária no UFC 245, a qual ela já venceu em 2013 por nocaute.

“Tanto eu quanto Germaine evoluímos bastante desde aquela época. Ela é uma atleta muito dura e melhorou as defesas de queda dela”, declarou a brasileira sobre a holandesa.

No mesmo evento, a manauara Ketlen Fenômeno, atual segunda colocada do ranking peso-galo, também subirá no octógono. Ela enfrenta Irene Aldana e caso vença é a natural sucessora no posto de desafiante ao cinturão da categoria. Amanda diz não pensar na compatriota antes do seu compromisso com Germaine de Randamie.

“Depois dessa luta podemos falar mais sobre o futuro, tanto eu quanto a Ketlen temos uma luta antes. Estou aqui para defender o cinturão, não para ficar escolhendo lutas, o que acontecer sábado vai definir quem será a próxima”, afirmou Amanda sobre seu ‘foco de Leoa’.

O UFC 245 promete entrar para a história do MMA mundial, especialmente aos amantes brasileiros do esporte, reunindo card com cinco ‘brazucas’: Amanda “Leoa” Nunes, José Aldo, Marlon Moraes, Ketlen “Fenômeno” Vieira e Viviane Araújo.  Contando com três defesas de cinturão, o evento acontece neste sábado (14), em Las Vegas, a partir das 21h (Horário de Manaus).


 

News whatsapp image 2019 06 21 at 16.12.51 7cbfadd4 8d2b 47cf a09e 336b83276e71
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.