Publicidade
Esportes
Craque

Acabou o jejum e o silêncio: Guerrero dá entrevista após bom começo de ano no Flamengo

Peruano já marcou três gols na temporada e prevê crescimento no Rubro-Negro com boa preparação. Atacante estará em campo nesta quarta (3) contra o Macaé pela sequência do Carioca 02/02/2016 às 12:43
Show 1
Guerrero falou sobre a quebra do jejum de gols.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

2016 começou muito bem para Paolo Guerrero. Já são três gols em quatro partidas e a quebra do jejum foi comentada na manhã desta terça-feira (2) pelo próprio jogador durante entrevista após coletivo no Ninho do Urubu. O peruano elogiou a preparação feita no Flamengo, falou das cobranças do técnico Muricy Ramalho e da torcida rubro-negra pelo longo período sem balanças as redes.

Logo de cara Guerrero fez um comparativo entre o início dos trabalhos de 2015 pelo Corinthians e 2016 pelo Flamengo e fez elogios ao departamento de físico do clube, que melhorou bastante com a chegada de Muricy.


“Voltei com gols contra Atlético-MG, na pré-temporada fiz um trabalho melhor que no ano passado. Comecei bem, tive dengue quando estava no Corinthians, tive que parar um pouco e fui para seleção. Acabei caindo. Esse ano é muito diferente. Flamengo se desenvolveu muito bem com a tecnologia, o que é muito importante. Acho que a preparação comigo e companheiros melhorou muito. Isso que está se vendo no desempenho do time. Estamos correndo mais e ainda estamos nos entrosando”, disse.

Gols e dedinho pra cima

Guerrero explicou porque comemorou os gols contra o Atlético-MG de forma mais acanhada e afirmou que o importante é vibrar com os companheiros de time.

“Sempre comemoro, pode ser que meu jeito de comemorar os gols não seja como eles (torcida) esperam. Quando faço assim (aponta o dedo para cima), faço para torcida. Pode ser que até eu não vá lá, porque acho que o importante é estar com meus companheiros. É trabalho da equipe, por isso procuro comemorar com eles. Contra o Atlético-MG, eu fiz assim (e aponta o dedo).”, afirmou o atacante.

Em relação a contusão que sofreu contra o Vasco pela Copa do Brasil, Guerrero confirmou que está totalmente recuperado. “Estou 100% sim, fiz uma preparação boa na pré-temporada. Agora fazemos trabalhos de reforços e estou me sentindo muito bem”, disse o atacante, analisando que sem poder atuar no Maracanã, o time terá de se adaptar a gramados ruins no Campeonato Carioca.


“Meus companheiros e torcida querem ver o Mengão jogar no Maracanã, mas o jogador está sempre à disposição de jogar em qualquer campo. Temos que nos desenvolver em qualquer campo. É difícil, temos que nos adaptar”, explicou.

Guerrero analisou que com o trabalho sério do técnico Muricy Ramalho o Flamengo está no em direção a bons resultados e que, apesar de nunca ter sido treinado por ele, já esperava o jeito duro do treinador.

“Nunca tinha trabalhado com ele antes, mas já tinha ouvido que é um professor que gosta muito de trabalho, não gosta de brincadeira. Todo mundo já sabia como ia ser neste ano e por isso a gente está no caminho certo”, concluiu.

Publicidade
Publicidade