Publicidade
Esportes
IRANDUBA

Adilson Galdino elogia equipe, mas espera corrigir erros visando os 'jogos grandes'

Técnico do Iranduba diz que vai focar na correção de erros para que não se repitam nos momentos cruciais da competição 11/07/2018 às 21:25
Show adilson
Foto: Antônio Lima
Camila Leonel Manaus (AM)

Após ser derrotado pela equipe do São José por 2 a 0, o Iranduba retorna a Manaus, às 14h, desta quinta-feira (12). O Hulk volta a jogar na próxima quarta-feira (19) contra o São Francisco-BA às 20h na Arena da Amazônia. Até lá o time que está na segunda colocação do Grupo A1, espera corrigir erros cometidos na partida contra a equipe paulista.

“Vamos para casa retomar as atividades e pensar no próximo duelo e continuar nessa pegada para que a gente possa conseguir a classificação em casa. As atletas têm consciência que têm que melhorar para dar essa sequência na competição. Estamos chegando nos momentos de grandes jogos e não podemos ter falhas como tivemos hoje, mas isso se corrige trabalhando”, completou.

Vice-líder do Grupo A1, o Iranduba foi para São José dos Campos determinado a conseguir matematicamente a classificação para a segunda fase, mas o time da casa também tinha uma missão: brigar por uma das quatro vagas para a próxima fase e a partida era de vida ou morte já que o São José ocupava a sexta colocação antes da partida. No duelo de motivações venceu as donas da casa que foram cirúrgicas: 2 a 0, com um gol  de Michellle, no início, e de Fernanda no fim do jogo.

Sabendo da condição, o técnico Adilson Galdino sabia das complicações que o duelo contra as paulistas poderiam trazer. “Já esperávamos um jogo muito complicado devido o adversário com a pontuação abaixo da nossa e brigando por classificação. Era o jogo da vida deles que não poderia perder de jeito nenhum, então eles buscaram o jogo, mas nos respeitaram muito. Jogaram com uma defesa bem postada, mas a nossa equipe no primeiro tempo jogou muito igual e tomamos um gol no início da partida, mas a equipe conseguiu controlar a partida e ter uma sequência até o fim”, avaliou.

Apesar de fazer uma boa avaliação do time, Galdino reconhece que o adversário foi mais eficiente já que aproveitou as chances que teve. “Encaramos o São José de igual para igual, mas elas foram e foram mais felizes, souberam aproveitar os momentos que tiveram, foram mais felizes e mereceram a vitória”, concluiu o treinador que achou a equipe melhor no segundo tempo, com mais criação e movimentação, mas que encontrou dificuldades já que as adversárias após marcar o gol se fecharam em seu campo de defesa e passaram a jogar no erro do time amazonense. Um dos elogios de Galdino foi o psicológico do time que mesmo tomando o gol aos sete minutos de jogo, não sentiu o baque. “A equipe teve um controle do jogo. Claro que a gente  não quer levar um gol no início, isso mexe com a concentração, com o foco da equipe, mas mesmo após o gol, o time acabou se comportando bem e conduzimos a partida”.

Publicidade
Publicidade