Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
Craque

Adinamar Abib lembra com saudade dos tempos de glória do Fast (AM)

Como jogador Abib defendeu o Rolo Compressor, mas como técnico dirigiu o Nacional. Dos ídolos entrevistados, Adinamar é o que mais conhece o futebol profissional na atualidade



1.gif Adinamar Abib lembra dos tempos de glória que protagonizou no Fast Clube
25/05/2012 às 10:42

Adinamar Abib foi traído por um momento de saudosismo durante uma rápida visita ao Parque Amazonense, onde fez belas apresentações de alguns gols com a camisa tricolor. O  ex-craque, que jogava na ponta esquerda, sentou por alguns minutos e calou-se em lembranças de sua labuta em campo.

“A final de 1971 foi no Vivaldão, mas a do ano anterior foi aqui nesse estádio. Bons tempos. Agora o Parque Amazonense está assim entregue ao mato, ao desleixo, sem memória. Fico um pouco triste por isso”.



Como jogador Adinamar defendeu o Fast, mas como técnico dirigiu o Nacional. Dos ídolos entrevistados, Adinamar é o que mais conhece o futebol profissional na atualidade, pois comandou recentemente o Penarol, o Nacional, o Rio Negro.

 Político, o treinador - que está desempregado - afirmou que não tem preferência por Fast ou Nacional na final de 2012. “São duas equipes fortes: o Fast manteve uma base que já joga junta a uns dois anos, tem uma equipe forte e competitiva. Da mesma forma o Nacional, que tem jogadores de qualidade, tem um treinador experiente. Vai vencer o time que errar menos”.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.