Publicidade
Esportes
Craque

Adriano vence em estreia no UFC por finalização

O manauara dominou o combate e conseguiu encaixar uma kimura no 2º round. Belfort mostrou estar em grande fase e nocauteou Henderson na luta principal 10/11/2013 às 15:28
Show 1
Adriano encaixou uma kimura justa contra Cruickshank
Bruno Strahm Manaus (AM)

O amazonense peso leve (70 quilos) Adriano Martins estreiou com vitória no maior evento de MMA do mundo, finalizando Daron Cruickshank durante o 2º round no início da noite deste sábado (9) no card preliminar do UFC Fight Night 32 que acontece em Goiânia, Goiás.

Na luta principal, Vitor Belfort conseguiu seu terceiro nocaute consecutivo via chute alto em cima do experiente Dan Henderson ainda no 1º round. Em mais de 40 lutas em seu cartel, foi o primeiro nocaute sofrido pelo american, conhecido por ter um grande poder de absorção de golpes.

A vitória colocou Belfort novamente na briga por mais uma chance ao cinturão dos médios do UFC, mesmo que a luta contra Henderson tenha sido disputada na categoria dos meio pesados (93 quilos).

Estreia arrasadora

O primeiro round começou com Adriano e Cruickshank se estudando no centro do octógono, o amazonense conseguiu um belo cruzado de esquerda com dois minutos de luta que derrubou o adversário. Adriano ainda trabalhou no ground ‘n’ pound mas preferiu deixar o adversário levantar. No último minuto, Adriano terminou por cima do americano e quase conseguiu encaixar um arm-lock.

No 2º round o americano acertou um belo chute alto em Adriano que absorveu bem o golpe e colocou o adversário para baixo, trabalhando uma finalização. Não demorou para que o amazonense demonstrasse superioridade no solo e, aos 2 minutos restantes, Adriano encaixou uma Kimura, obrigando Cruickshank a bater.

Adriano agora possui um cartel de 25 vitórias e 6 derrotas em organizações como Jungle Fight, Hero’s, Dream, Strikeforce, e agora, o UFC. O amazonense de 31 anos manteve sua sequencia de seis vitórias consecutivas.

Belfort nocauteia Henderson

Na luta principal do evento, o brasileiro Vitor Belfort conseguiu sua revanche contra o americano Dan Henderson ao nocautear Dan Henderson em grande estilo ainda no 1º round. Após um minuto de combate com pouca ação e com ambos adversários apenas se estudando, o americano tentou um ataque falso com seu famoso cruzado de direita e acabou tomando um gancho de esquerda no queixo de Belfort.

Foi o inicio do fim para Henderson, que sentiu o golpe e caiu no chão, sofrendo uma saraivada de golpes de Belfort. O americano resistiu bravamente mas quando conseguiu se levantar, foi surpreendido com um chute frontal em sua face e caiu no chão desacordado.

Campeão do TUF faz tira teima

A tão sonhada luta entre Cezar Mutante e Daniel Sarafian, finalistas originais do TUF Brasil, finalmente se realizou. O confronto entre os dois foi adiado por contusão de Sarafian. Cezar Mutante acabou sendo coroado campeão após enfrentar Serginho Moraes.

O confronto com Sarafian foi movimentado mas Cezar mostrou melhor controle do octógono, preferindo derrubar o adversário repetidas vezes e trabalhar no ground ‘n’ Pound até o fim do combate. A estratégia mostrou-se correta e Mutante venceu por decisão dividida.

Card principal

Vitor Belfort derrotou Dan Henderson por nocaute no 1º round

Cezar Mutante derrotou Daniel Sarafian por decisão dividida

Rafael Feijão derrotou Igor Pokrajac por nocaute técnico no 1º round

Brandon Thatch derrotou Paulo Thiago por nocaute técnico 1º round

Ryan LaFlare derrotou Santiago Ponzinibbio por decisão unânime

Jeremy Stephens derrotou Rony Jason por nocaute no 1º round

Card preliminar

Sam Sicilia derrotou Godofredo Pepey por nocaute técnico no 1º round

Omari Akhmedov derrotou Thiago Bodão por nocaute no 1º round

Thiago Tavares derrotou Justin Salas por finalização técnico no 1º round

Adriano Martins derrotou Daron Cruickshank por finalização no 2º round

Dustin Ortiz derrotou José Maria Sem Chance por nocaute técnico no 3º round.



Publicidade
Publicidade