Publicidade
Esportes
Craque

Agressividade é receita para Nacional subir de produção, diz técnico Paulo Morgado

Técnico do Naça conversou com grupo de jogadores e pediu agressividade nas últimas três partidas restantes da primeira fase da Série D 26/08/2015 às 09:19
Show 1
Paulo Morgado cobrou de forma incisiva os jogadores do Leão
Anderson Silva Manaus (AM)

A segunda semana – completada ontem – do treinador Paulo Morgado no comando do Nacional foi em tom de cobrança. Ao final do treino em campo reduzido no CT Barbosa Filho, o português tratou de falar grosso com os jogadores exigindo um perfil mais “agressivo” dentro de campo.

Depois do primeiro revés como técnico do Naça, Morgado não quer ver o time sem garra e vontade, e afirmou que a equipe está começando a ganhar uma identidade.

“Neste momento a minha preocupação é mudar a postura do time, mudamos um bocadinho na primeira parte do jogo contra o Remo, mas ainda cometemos alguns erros e estamos cometendo nos treinos. E quando peço certa agressividade, é para que o time tenha uma cara, uma identidade e uma das coisas que quero nessa identidade é que o time seja agressivo”, afiro o treinador, explicando: “Quando tivermos a posse de bola é segurar a posse, mas quando não tivermos bola temos que ser agressivos. Isso é coisa que vai vim dos treinos”.

Morgado também citou o erro no segundo gol do Remo, em que o volante Felipe Manoel caiu dentro da própria área pedindo falta, em que o jogador remista aproveitou a oportunidade para marcar.

“O lance do Felipe Manoel é um exemplo de falta de agressividade... É tirar a bola, afastar a bola, dá um pontapé... Ser mais inteligente. Mas isso é um erro individual e que não veremos mais”, garantiu.

Naça mais forte

Morgado revelou que o time vai ter  mais ritmo  e ainda mais forte contra o vice-líder do Grupo A1.

“No jogo contra o Remo faltou ritmo para alguns jogadores que não tem jogado tanto como o Gilson, Rafael Vieira, Thiago Floriano e Felipe, mas para o próximo jogo vamos ter mais ritmo de jogo e estaremos mais fortes e contamos com a volta do Robinho, do Charles - que deverá ser liberado pelo departamento médico hoje ou amanhã - e do Danilo Rios. Nosso time vai estar mais forte”, declarou.

Para a volta de Danilo e Charles, Morgado disse que poderá usar os dois atletas, mas em posições diferentes do habitual. “Os dois vão jogar em posições diferentes. Quero os dois mais ativos e não só com a bola”.

Publicidade
Publicidade