Publicidade
Esportes
Após adiamento

Alberone diz que semana extra após adiamento de partida servirá para trabalhar

O jogo de ida contra o Gurupi foi transferido do dia 2 para o dia 9 de julho e desafio maior, para o técnico é manter ritmo de jogo 29/06/2017 às 10:16
Show spo es5992
(Foto: Evandro Seixas)
Camila Leonel Manaus (AM)

Com o adiamento dos jogos de ida da Série D do Brasileiro, o Princesa ganha mais uma semana de preparação para o duelo contra o Gurupi. O motivo da mudança foi a denúncia de uso de jogador irregular do São Raimundo do Pará, na última rodada da primeira fase. O caso será julgado na sexta-feira (30) e a partida antes marcada para o domingo (2), foi transferida para o dia 9 de julho.

Apesar do tempo a mais, Alberone diz que a semana de folga atrapalha na preparação do time em alguns aspectos. O principal deles é o ritmo de jogo. “Eu particularmente não gostei desse adiamento: Estamos num ritmo de jogo muito forte e intenso dentro das partidas. Como a sequência de jogos tem sido boa para nossa equipe, eu preferia jogar na sequência mesmo”, explicou o técnico.

Para o time não deixar o ritmo cair, o comandante do Tubarão admite que existe a possibilidade de um jogo treino, que deve ocorrer na manhã de sábado. O adversário ainda não foi definido, mas uma coisa é certa: o time não terá folga.

“Já está dentro do nosso planejamento realizar um jogo treino sábado de manhã. Nesse momento nada de folga aos atletas. A palavra aqui no Princesa é trabalhar, trabalhar e trabalhar. Folga só no final de ano. Sou muito rígido quanto a isso. O que precisamos mais nesse momento é não perder o ritmo e o nível que chegamos”, disse.

Mas vendo a situação por outro ponto de vista, o técnico também vê um lado bom no adiamento: a recuperação dos jogadores que estão retornando ao time, como é o caso do zagueiro Pastor e do lateral Gelvane. “Tem a questão dos atletas que estão voltando e ganham mais alguns dias para que possamos introduzi-los dentro do treinamento então isso é positivo”, ponderou.

Gelvane entrou no segundo tempo da partida contra o Real Ariquemes no último domingo (25) e, de acordo com o técnico, não sentiu incômodo. “Ele se sentiu bem e tem ganhado confiança aos poucos, mas como treinador tenho que ser coerente e acima de tudo justo com o grupo. Os atletas que estão jogando como titulares  estão bem e o treinador tem que ser leal e acima de tudo justo com todos ou seja: Eles estão lutando para recuperar suas posições e isso não acontece da noite para o dia”, explicou Alberone que se diz cauteloso em colocar os jogadores como titulares novamente “Estou tendo um cuidado muito grande quanto a eles dois,tiveram lesões fortes e estão voltando aos poucos...a preocupação maior é não deixar a vontade dos dois estar na frente da condição clínica para não acabar se lesionado de novo”, completou.

Publicidade
Publicidade