Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Até breve!

Alegando motivos pessoais, Cuca confirma saída do Palmeiras

Técnico campeão brasileiro com o Verdão no último domingo (27), Cuca disse que vai se dedicar à família em 2017



cuca_campeao_8dSY5Za.jpg Cuca recebeu boa proposta para continuar no Palmeiras na próxima temporada, mas decidiu deixar o clube para um "período sabático" (Foto: Reprodução)
30/11/2016 às 17:51

O técnico Cuca não renovará seu contrato com o Palmeiras. O anúncio oficial da saída do treinador campeão brasileiro de 2016, veio na tarde desta quarta-feira (30). O contrato entre as partes vai até o final do ano e o técnico expôs para a diretoria alviverde que não continuará no clube para cuidar de questões de família. O confronto contra o Vitória, pela 38ª rodada do Brasileirão, será o seu último à frente do time.

“É uma escolha difícil, mas que eu tive que fazer. Na verdade, como eu sempre disse, não era nem para eu ter vindo neste ano. Eu ia me dedicar apenas à minha família em 2016, mas fui convencido pelo Alexandre Mattos, pelo presidente, pelo projeto que foi apresentado a mim e, claro, pelo meu amor ao Palmeiras. Torço desde criança, nunca escondi isso de ninguém, e domingo (27) acabei sendo campeão duas vezes: como treinador e como torcedor. Saio do Palmeiras muito feliz e com a missão cumprida. Tenho certeza de que voltarei um dia para continuar a minha história no clube", afirmou o comandante palestrino.

O presidente Paulo Nobre lamentou a decisão do treinador, mas disse compreender os seus motivos. “Pela capacidade técnica, pela identificação com o clube e pela pessoa que ele é, gostaríamos muito de tê-lo em 2017. Mas entendemos sua escolha. O Palmeiras estará sempre de portas abertas para ele”.

Desde 14 de março no Verdão, Cuca, além do título nacional que encerrou um jejum de 22 anos, somou 50 jogos no comando, com 28 vitórias, 11 empates e 11 derrotas. Além disso, cumpriu duas partidas por suspensão – em uma, Cuquinha venceu o Fluminense, e em outra Alberto Valentim perdeu para o Botafogo (ambas pelo Campeonato Brasileiro).

Em 1992, ele foi jogador do Palmeiras e contabilizou 24 duelos, com 13 triunfos, quatro empates e sete derrotas, anotando sete gols. Ele foi o 27º treinador na história a já ter atuado pela equipe anteriormente.

*Com informações da assessoria de imprensa

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.