Publicidade
Esportes
Craque

Alvirrubro contra o Leão: Náutico-RR se prepara pra pegar o Nacional pela Série D

Representante de Roraima no Brasileirão da Quarta Divisão fez parceria com empresa de gestão esportiva para montar elenco pra disputa nacional. Apresentação do time alvirrubro será nesta quarta-feira (30), no estádio Ribeirão 30/06/2015 às 16:41
Show 1
Presidente do Náutico-RR quer dar trabalho ao time do Nacional, na Série D.
Denir Simplício Manaus (AM)

Restando pouco mais de 12 dias para o início do Campeonato Brasileiro da Série D, o Náutico-RR ainda corre contra o tempo para fechar o elenco para a tentativa do acesso à Terceira Divisão nacional. O primeiro adversário do Nacional-AM na competição fechou parceria com a M&M Gestão Esportiva que ficará responsável pela montagem do elenco e comissão técnica do representante de Roraima.

 “Não terceirizamos o departamento de futebol. Fechamos uma parceria e nosso parceiro ficou responsável pela contratação da comissão técnica e de metade do elenco. Outra metade será composta por jogadores que estão conosco aqui em Roraima”, revelou Adroir Bassorici, que comentou sobre a preparação do Náutico-RR para a disputa da Série D. “A comissão técnica está chegando na noite de hoje (terça-feira, 30) e amanhã (quarta-feira,1º), às 16h, nós faremos a apresentação de parte do elenco no estádio Ribeirão”, disse.

O técnico contratado pela parceira do Alvirrubro é Zé Henrique, que já teve passagens por equipes como Limeira-SP e Vila Nova-GO. Junto à comissão técnica serão apresentados dez atletas que já se encontram em Boa Vista, são eles: Dudé, Leandro, Robemar, Alex, Bruninho, Flavio Marabá, Altemar, Stanley, Eduardo e Léo Paulista. O volante Vandão e Anderson Teixeira, ex-Cruzeiro devem chegar durante a semana.

“Alguns nomes de jogadores me foram passados pelo nosso parceiro, mas ainda não tenho certeza de quantos e quais estão confirmados. O certo é que devemos trabalhar com um elenco de 22 a 24 jogadores”, afirmou o presidente do Náutico-RR, comentando as dificuldades em montar a equipe. “Não recebemos dinheiro do governo. O Amazonas recebe dinheiro do Estado, o Acre recebeu... o Amapá recebeu R$ 1 milhão... os times do Pará nem se fala. Só nós é que não contamos com dinheiro do Estado pra montar nosso time. Muito difícil fazer futebol dessa maneira”, avaliou.

Adroir comentou que a única forma de colaboração recebida das autoridades de Roraima veio com comida e moradia dos atletas. “O governo nos apoiou com alimentação e alojamento. Estamos levantando cerca de R$ 6 mil com empresas locais. Mas, isso não paga nem água que é usada nos jogos”, disse.

Grupo da Morte

Na avaliação do presidente do Alvirrubro roraimense, o Grupo A1 da Série D é de longe o mais difícil da competição e tem no mínimo dois candidatos ao acesso à Terceira Divisão. “O nosso grupo, no meu entendimento é o grupo da morte. Tem o Nacional, que tem uma boa estrutura e um elenco forte. Tem o Remo, que tem a oitava maior torcida nos estádios no País. Quem sair dessa chave tem grandes condições de conseguir o acesso”, comentou.

“Na minha opinião três times são fortes candidatos a estar na Série C ano que vêm. O Nacional, o Remo e a outra é o Botafogo de Ribeirão Preto. O Botafogo montou um time de Série A e vem com tudo. O Rio Branco, que também está no nosso grupo é um bom time. Está acostumado a jogar a Série C... estavam lá até o ano passado”, disse.

Dificultar pro Naça

“Nosso objetivo é a classificação, todos estão pensando assim. Se a gente conseguir 80% da condição física, a gente pode dificultar as coisas pro Nacional. Vi o Nacional... vi o esquema de jogo deles. Conheço o Lana e sei como ele gosta de jogar. Vamos tentar neutralizar os pontos fortes deles e atacar os pontos fracos”, revelou Adroir, adiantando que não abdicará de atacar o Leão da Vila Municipal.

O presidente do Náutico-RR está de olho nas contratações do Naça e elogiou a chegada do zagueiro Gilson, ex-Princesa. “Estou acompanhando as contratações do Nacional. Vi que eles contrataram o Gilson. É um jogador dinâmico, que tem boa colocação e sabe sair jogando. Tem outros atletas chegando e o Nacional está se fortalecendo ainda mais”, revelou.

Projeto Princesa não vingou

Adroir Bassorici esteve em Manaus e estudou a possibilidade de fazer uma parceria com o Princesa do Solimões para a disputa da Série D. “Eu fiquei uma semana aí no Estado. Tentei levar o jogo (contra o Nacional) para Manacapuru. Não sei se fui mal interpretado ou não entendo nada de futebol. Acontece que as coisas não evoluíram, infelizmente”, disse o dirigente.

O mandatário do Náutico-RR revelou que queria usar a estrutura do Princesa, em Manacapuru, e mandar todas as partidas do Alvirrubro na cidade do interior do Amazonas. “Levaríamos a metade do time daqui e pegaríamos outra metade dos atletas que atuaram este ano do Estadual daí. Até pra movimentar o estádio Gilbertão, que foi recém-inaugurado. Conversei com o Maddy (Raphael Maddy, dirigente do Princesa) e ele me disse que estava de saída do clube. Mas que falaria com o presidente do clube. Ainda trocamos mensagens e telefonemas, mas parece que não deu certo”, lamentou.

“Quem me pintou, pintou a minha cara bem feia. Pois, não obtive uma resposta positiva. Nem consegui falar com o prefeito pra expor minhas idéias. Poderíamos ter feito uma parceria até pra movimentar o turismo na cidade. Uma pena, aquele estádio lá parado, sem receber jogos. Seria bom até pro Nacional, já que a cidade fica perto da capital”, comentou Adroir.

Fininho sondado

O meia Fininha, recentemente dispensado pela diretoria do Leão da Vila, está na mira dos dirigentes do Náutico-RR. Adroir ficou sabendo da saída do meia nacionalino e revelou que fará proposta para o jogador reforçar o Alvirrubro na disputa da Série D. ”Ficamos sabendo que ele saiu do Nacional e vamos entrar em contato para fazer uma proposta pelo jogador. Sabemos da qualidade do Fininho e seria um grande reforço para nossa equipe”, disse.

O Náutico-RR começará os treinamentos nesta quinta-feira (2) e utilizará o estádio Ribeirão e o Campo do Careca, no bairro Caranã, em Boa Vista. Adroir já adiantou que deve fechar todos os treinos da equipe, não permitindo que imprensa acompanhe a evolução da equipe roraimense.   


Publicidade
Publicidade