Publicidade
Esportes
Craque

Aly Almeida afirma que a Arena tem condições de receber os jogos de futebol nas Olimpíadas

O diretor-presidente do órgão que gere a Arena da Amazônia, Ali Almeida, afirma que o gramado do estádio tem perfeitas condições de suportar a carga de jogos durante as olimpíadas 16/03/2015 às 21:29
Show 1
Ali afirmou que gramado aguentará os volume de jogos durante as olimpíadas
Camila Leonel Manaus (AM)

Com a confirmação de Manaus nas Olimpíadas, surgem alguns questionamentos a respeito da Arena da Amazônia, palco dos jogos. Um ano após a sua inauguração, itens como gramado, e até uma possível privatização foram assuntos em discussão. De acordo com o diretor-presidente da Fundação Vila Olímpica (FVO), órgão que cuida da administração do estádio, Aly Almeida, tudo estará bem  para que estádio faça uma bela participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Um dos principais assuntos que permearam discussões foi o gramado. Sobre esse assunto , Aly ressaltou que durante as visitas do Comitê Organizador dos Jogos,  o gramado foi aprovado - o próprio  Aly chegou cogitar a necessidade da  substituição da grama, que não teria se adaptado ao clima amazônico.

O diretor também afirmou que a grama estará preparada para suportar os oito jogos que podem ser realizados  em um curto espaço de tempo.“O que não tinha antes que tem agora é uma empresa que trata do gramado da Arena e que  trata o gramado do Maracanã, do Mineirão. Além disso, nós cedemos um espaço na Vila Olímpica para um canteiro onde o mesmo tipo de grama usado no estádio será plantada, então até os Jogos terá grama demais. Qualquer problema, é levada uma placa com a grama para corrigir alguma falha”, explicou. De acordo com Aly Almeida, a grama utilizada na Arena foi plantada em São Paulo.

Gramado "cachorrinho de madame" será substituído

No dia 4 de março, Aly afirmou em coletiva que o gramado seria subistituído, uma vez que o tipo de grama aprovado pela Fifa para o Mundial de 2014, não se adaptou ao clima Amazônico. Por conta disso, o gramado, que custou R$2 milhões, será trocado por um tipo de grama utilizado nos estádios da Colina e no Carlos Zamith, que custaram R$ 200 mil. À época, Ali afirmou que o gramado parecia “cachorrinho de madame”, por ser vulnerável.

Ali afirmou que a empresa que cuida do gramado da Arena é a Greenlife, que cuida de sete dos doze estádios que sediaram a Copa do Mundo, entre eles o Maracanã e o Mineirão.

Privatização

A respeito da privatização da Arena, Almeida relatou que, os jogos não atrapalharão em nada o processo. “Continua normalmente, a gente transfere para abrir a licitação após a Olimpiada, que  vão ser duas semanas”, explicou.

Amistoso

Outra novidade na Arena é um possível  amistoso que trará a Seleção Olímpica. De acordo com Aly, as conversas com a CBF estão adiantadas e, caso a proposta se confirme, o jogo ocorrerá entre os dias 15 e 20 de junho contra seleção a ser definida. “Nós estamos conversando sobre um amistoso no mês de junho entre o dia 15 e 20, que é uma data Fifa, só que a CBF ainda está decidindo entre Marrocos e Turquia. É uma conversa bem adiantada, mas está dependendo da confirmação de um deles”, disse.

Publicidade
Publicidade