Publicidade
Esportes
Homônimo de craque

Amazonas lidera o ranking de crianças com o nome de Neymar

O Amazonas é o primeiro do ranking com uma taxa de 1,29 amazonense com este nome para cada 100 mil pessoas no Estado. Neimar Júnior manauara nasceu bem antes do “boom” 06/05/2016 às 10:45 - Atualizado em 06/05/2016 às 13:46
Show hgfhfrjg
Neimar Júnior manauara (com a camisa do Barcelona) já jogou na escolinha 'Meninos da Vila', em Manaus. Foto: Winnetou Almeida
Thaissa Cordeiro Manaus-AM

O número de pessoas com o nome de Neymar vem crescendo no Amazonas. O Estado lidera o ranking com uma taxa de  1,29 amazonense com este nome para cada 100 mil pessoas no Estado, e Minas Gerais possui a maior frequência, com 113 pessoas com este nome no estado. Esses dados podem ser procurados por meio do projeto “Nomes do Brasil”, lançado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, que revela os nomes mais freqüentes no País, baseados no Censo Demográfico de 2010.

A equipes de esportes da A Crítica resolveu ir atrás dos “Neymares” amazonenses e encontrou um pai e um filho com o mesmo nome do craque do Barcelona. Aos 44 anos, Neimar Reis, técnico em petróleo e gás, conta que assim como o seu nome, o do filho também não tem nenhuma referência com o do jogador de futebol de 24 anos. Até porque quando ele nasceu, em 1972, o camisa 10 da Seleção Brasileira ainda nem existia, tampouco estava entre os melhores jogadores do mundo.

O homônimo do jogador revela a “diferença” no conhecimento do seu nome antes da popularização de Neymar. “Diziam que era um nome raro, eu conhecia poucas pessoas com esse nome também”, declara. “Daqui a alguns anos, Neymar será um nome popular no País”, completa.

Sobre a escolha do nome, Neimar explica: “Quando minha mãe morava no interior do Amazonas, ela viu um barco passar com o nome Neimar de Barros, daí me deu esse nome”, disse o homônimo do craque do Barça.

De pai para filho

Se o pai do jogador, Neymar Santos resolveu “batizá-lo”com seu nome, o Neimar manauara não ficou pra trás. Em 1993 nasceu o Neimar Júnior, que chegou a passar pela escolinha “Meninos da Vila”, em Manaus. O jogador atuava como meia-atacante e vestiu as camisas de clubes amazonenses como Rio Negro, Tarumã e Fast nas categorias de base.

Com nome de craque e também jogador de futebol, o garoto de 23 anos fala da surpresa das pessoas com seu nome. “As pessoas achavam que era apelido, até mesmo na faculdade ainda acham que é ‘fake’”, disse o Nei amazonense. “Quando ia assinar a súmula que eles acreditavam”, explica o estudante de Educação Física.

Apesar de ser torcedor do time catalão, seu ídolo é um velho conhecido do futebol inglês, Gerrard do LA Galaxy, time da terra do Tio Sam. “Eu gosto do Neymar, mas sou fã do Gerard, acho ele um jogador fantástico quando tiver um filho, vou escolher esse nome pra ele (risos)”, disse o estudante.

Publicidade
Publicidade