Publicidade
Esportes
Craque

Amaral: herói do Fla na final da Copa do Brasil

Com penteado inspirado em Vagner Love, o volante ‘Pitbull da Gávea’ curte o dia de ídolo do Flamengo, mas sem perder a humildade 22/11/2013 às 08:47
Show 1
Herói em Curitiba, Amaral foi assediado pela imprensa no desembarque do Flamengo
ACRÍTICA.COM ---

As novas tranças rubro-negras de Amaral remetem a Vagner Love, torcedor do Flamengo declarado que usava o mesmo estilo quando defendia o clube. E o assédio sofrido pelo volante, nesta quinta (21), no Aeroporto Santos Dumont, foi digno dos grandes astros da bola. Algum desavisado que passasse pela rua em frente ao setor de desembarque poderia até pensar que algum pop star chegava ao Rio. Mas era o pitbull da Gávea, que fez um golaço anteontem, no empate em 1 a 1 com o Atlético-PR, pelo jogo de ida da final da Copa do Brasil.

Enquanto a delegação saía pelo portão C, Amaral driblava fãs e a imprensa. Mas as tranças o denunciaram. O resultado foi um corre-corre frenético de torcedores e jornalistas pelo aeroporto.

O camisa 40 experimentou o outro lado e foi caçado por uma marcação cerrada de microfones, flashes e pedidos de autógrafo. Sem jeito, com um sorriso que misturava alegria e timidez, Amaral só deu de bico quando perguntado se o novo visual tinha lhe trazido sorte.

“Será que foi o cabelo mesmo? Não joga, não, para você ver! Se não jogar, está enrolado”, disse, enquanto tentava abrir caminho até o ônibus.

Foram quatro meses esquecido. Deixado de lado por Jorginho, foi considerado peça descartável por Mano Menezes. Este último não deu uma chance sequer a Amaral, que ficou de 15 de maio a 22 de setembro sem jogar.

Quando Jayme de Almeida assumiu o time, porém, Amaral passou de dispensável a imprescindível. O time se acertou rapidamente, segundo o técnico, porque o cão de guarda deu a segurança que faltava ao sistema defensivo do Flamengo. Mas talvez nem o treinador esperasse que, logo na final da Copa do Brasil, fora de casa, o volante fosse acertar um chute tão preciso. “Estou muito feliz, é fruto do meu trabalho”, disse Amaral, que fez o novo penteado no mesmo cabeleireiro frequentado por Vagner Love, Ronaldinho, Leonardo Moura e Neymar, entre outros.

O dia pode ter sido de astro, o cabelo pode remeter ao artilheiro Vagner Love, e o gol até lembra craques como Ronaldinho, mas a simplicidade ainda é do Amaral. De cabeça e cabelo feitos, concentrado, com fome de título.

O cabeleireiro de Amaral também teve seu dia de astro. Iriri, acostumado a dar um tapa no visual de craques como Ronaldinho, Vagner Love e Neymar, concedeu ontem inúmeras entrevistas para falar das tranças de Amaral. “A força está nas tranças. Bombou! Já dei entrevista para todo mundo. Amanhã (hoje) tenho dois clientes agendados que querem fazer as tranças. Ele jogou e agora é o novo Willians, novo ídolo do Flamengo”, disse Iriri.

Publicidade
Publicidade