Domingo, 09 de Maio de 2021
FUTEBOL

Amazonas bate Iranduba por 2 a 1 e encaminha vice-liderança da primeira fase

Com 15 pontos em oito jogos, a Onça Pintada agora aguarda fase de mata-mata do Barezão; o Hulk da Amazônia está matematicamente eliminado do certame



171834600_10225811674383084_8033032526112246533_n_5884138E-0949-4530-B372-13D54A03A444.jpg Foto: Arlesson Sicsú
10/04/2021 às 18:34

Em jogo equilibrado, o Amazonas venceu o Iranduba por 2 a 1, na tarde deste sábado (10), na Arena da Amazônia, pela 9ª rodada do Barezão. Ibson inaugurou o placar no primeiro tempo - fazendo seu primeiro gol no Estadual. Gabriel Ceará empatou no início da etapa final, mas Marion deu números finais logo na sequência, garantindo os três pontos para a Onça Pintada.

Com o resultado, o Amazonas chegou aos 15 pontos e se manteve na 2ª posição do Amazonense. A equipe do técnico Ricardo Lecheva não tem possibilidades de chegar à liderança por conta de o número de vitórias do time ser menor do que o do Manaus - atual líder da primeira fase.

Já o Hulk da Amazônia está matematicamente eliminado da competição, levando na bagagem uma campanha de sete derrotas e com 32 gols sofridos. Porém, o alviverde ainda entrará em campo mais uma vez, para enfrentar o Manaus, na próxima quarta-feira (14), às 20h35, pela 4ª rodada atrasada do Estadual. A partida que acontece na Arena da Amazônia e terá transmissão ao vivo da TV A Crítica.

Primeiro tempo

Mesmo com o Amazonas carregando o favoritismo da partida, quem chegou primeiro ao ataque foi a equipe do Iranduba. Aos 4, Sávio achou Gabriel Ceará dentro da área que, mesmo sem marcação, não conseguiu dominar a bola e perdeu a oportunidade de finalizar de frente com o goleiro Rafael Kahn. Aos 7, Ibson tocou na profundidade para o lateral Felipe Boca, que tocou dentro da área para Bilau, que ficaria de frente com o goleiro Diego, mas não conseguiu dominar e viu a bola se perder na linha de fundo.

Mesmo sem fazer muita força, a Onça chegou ao primeiro gol aos 11. Soares recebeu passe longo da defesa pelo lado direito, cruzou rasteiro para dentro da área e encontrou Ibson, que sozinho, só teve o trabalho de puxar para a perna direita e mandar para o fundo das redes. Bem à vontade, o Amazonas chegou outra vez aos 17. Soares passou para Everson Bilau pelo lado esquerdo do ataque, o camisa 13 invadiu a área, chutou colocado, mas o goleiro Diego fez boa defesa para evitar o segundo gol.

Aos 22, após boa trama na troca de passes, Bilau achou Wellington Sabão sozinho dentro da grande área, mas atacante acabou definindo pra fora do gol. Aproveitando os espaços pelo lado esquerdo, a Onça chegou novamente por ali, desta vez, Everson Bilau cruzou a bola no segundo pau, mas Soares testou sem direção e a bola foi pra fora. Com 25 minutos, o vice-líder do Barezão perdeu uma oportunidade incrível. Felipe Boca avançou pelo lado esquerdo, acionou Soares no centro da área, que sozinho, de frente com o goleiro do Hulk, deu uma ‘pexotada’ e ela saiu sem direção.

No último lance do primeiro tempo, o Iranduba ainda teve a chance do empate. Sávio invadiu a área pelo lado direito, chamou o zagueirão Murilo para dançar, mas quando tentou a finalização com a perna esquerda, acabou pegando na ‘orelha da bola’ e ela saiu sem rumo pelo lado direito da meta de Rafael Kahn.

Segundo tempo

Buscando ampliar o placar, o Amazonas se mandou ao ataque. Aos 3, Judá avançou pela direita, cruzou rasteiro, Gileard - que entrou no lugar de Soares - finalizou na direção do gol, mas a defesa travou providencialmente. Na sequência da jogada, o Hulk deu um sopro de que ainda estava vivo. Após Índio tocar para Bruno Silva pelo lado direito do ataque, o meia-atacante colocou na área, a defesa da Onça falhou na hora de tirar da grande área e o meia-atacante Gabriel Ceará aproveitou o ‘doce’ e mandou para o fundo das redes, empatando a partida na Arena.

Mas dois minutos após conseguir o empate, a defesa do Iranduba deu bobeira e levou o segundo gol. Wellington Sabão achou Marion dentro da área, que com a perna esquerda, chutou com força e não teve dificuldades para jogar um verdadeiro banho de água fria no Hulk que acabará de conseguir o empate. Mas o Iranduba logo se recompôs e voltou a assustar a meta de Rafael Kahn. Aos 11, achando espaços pelo lado direito, a bola veio levantada para a grande área, Lucão chegou como elemento surpresa e testou para a direção do gol e obrigou ao goleirão da Onça a fazer grande defesa.

E na última oportunidade mais contundente da partida. Marion conduziu do lado direito para o centro do ataque, tocou para a Djalma dentro da área, que puxou para a perna direita, chutou na linha defensiva do Iranduba, a bola ainda sobrou no zagueiro da Onça, Lucas Rafael, que se aventurando no ataque, ainda tentou arriscar, mas acabou pegando mal, desperdiçando a chance do terceiro gol.

Ficha Técnica

Amazonas 2 x 1 Iranduba (9ª rodada do Barezão)
Local: Arena da Amazônia
Data: 10 de abril de 2021, sábado
Horário: 16h05

Árbitro: Halbert Luis Moraes Baia
Gols: Ibson (11’, 1ºT) e Marion (6’, 2ºT) - (AFC); Gabriel Ceará (4’, 2ºT) – (ECI)
Cartões amarelos: Garrido - (ECI); Lucas Rafael - (AFC)
Cartão vermelho:

Amazonas: Rafael Kahn; Judá, Murilo, Lucas Rafael (Mario Pierre) e Felipe Boca; Delciney, Ibson (Djalma) e Wellignton Sabão (Diego Torres); Marion, Bilau (Giovanni) e Soares (Gileard)
Técnico: Ricardo Lecheva

Iranduba: Diego; Índio, Garrido, Negueba e Alan; Alan Matheus (Matheus), Sávio e Gabriel Ceará (Bruno); Odoniel (Lucas Oliver), Bruno Silva (Dodô) e Lucão (Geraldo)
Técnico: Thiago Rafael



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.