Sábado, 31 de Julho de 2021
BAREZÃO

Amazonas bate São Raimundo por 2 a 1 e larga em vantagem por vaga nas semifinais

Tufão da Colina foi para o intervalo vencendo por 1 a 0, mas levou virada no segundo com direito a golaço de Marion



Amazonas_FC_17B47B99-9C8C-4AF7-B878-7696E617A230.jpeg João Normando /FAF
22/04/2021 às 07:43

Nesta quinta-feira (21), o São Raimundo recebeu o Amazonas FC na Colina, pelo jogo de ida das quartas de final do Barezão 2021. O time da casa acabou derrotado, de virada, por 2 a 1. Os gols foram marcados por Negueba - que abriu o placar para o Tufão ainda no primeiro tempo -, com Murilo e Marion garantindo a vitória dos aurinegros, com dois gols na etapa complementar.

Com caras novas, o treinador do Tufão, Sérgio Duarte, botou em campo os reforços para tentar logo de cara surpreender a Onça Pintada da Zona Leste. Na defesa, Guilherme Moller já assumiu a titularidade e, no setor ofensivo, Rossini assumiu a camisa 10 do alviceleste colinense. A baixa ficou por conta do artilheiro Hemerson, que com dores musculares, ficou de fora do jogo.



Se o Tufão pôs em campo seus reforços, o Amazonas chegou com certo favoritismo. Com a segunda melhor campanha da primeira fase, os comandados de Ricardo Lecheva tinham a vantagem de jogar por resultados iguais, mas em campo, isso não parecia fazer diferença, pelo menos nos minutos iniciais de jogo.

Tentando mostrar as suas garras, a Onça assustou logo aos dois minutos. Ibson cobrou escanteio no primeiro pau e o zagueiro Murilo subiu mais que a zaga, contudo, cabeceou para fora. Porém, o que se viu após esse ataque foi uma incrível dificuldade de criação do aurinegro e uma evolução do Tufão em campo.

Aos 17, Wendel escapou com boa finta pela direita do campo de ataque, chegou ao fundo e cruzou na medida para o meio da área. Negueba em boas condições para o chute, tentou uma matada no peito, mas errou completamente. Mas era apenas o começo de investidas importantes do clube colinense. Aos 20, após lance confuso da defesa do Amazonas, a bola sobrou para Ramon. O meia acertou um petardo da entrada da área, mas o goleiro Rafael Khan fez boa intervenção.

Tufão na frente

A partida ficou 'sem fôlego' até a parada técnica aos 28 minutos. Após o retorno, o Tufão se manteve melhor, tentava criar, mas errava na execução das jogadas. Mesmo pecando na conclusão, o São Raimundo acabou presenteado. Aos 39, em falta na meia esquerda de ataque, Miliano mandou a bola no meio da área e Negueba agiu com inteligência, antecipando a defesa e mandando a bola para o fundo da rede. 

Antes do encerramento da primeira etapa, o São Raimundo perdeu uma chance incrível de ampliar o placar. Aos 46, Negueba roubou a bola e arrancou em velocidade. Após chegar próximo a área, serviu Rossini, mas o estreante parou em Rafael Khan, que fez bela defesa.

Virada da Onça

Para a etapa complementar, Lecheva promoveu a entrada de Bilau e Gileard, sacando Sabão e Diogo Alemão. Embora o Amazonas estivesse com dois novos jogadores, a tática usada foi a mesma da primeira etapa: tentativa de abafar. E deu certo. Exatamente aos dois minutos, Ibson cobrou escanteio no primeiro pau, Murilo se antecipou à defesa e cabeceou, empatando o jogo para a Onça.

Aos 13 minutos o Amazonas teve um gol anulado. Ibson cobrou falta e a batida, mesmo sem força, encontrou Gileard, que livre na área, cabeceou para o gol. No entanto, o atleta estava em posição de impedimento. O Tufão tentou responder com Rossini, aos 16. O atacante recebeu ótimo cruzamento de Miliano, mas desequilibrado, o camisa 10 desviou para fora.

Aos 32, a Onça Pintada conseguiu chegar ao segundo tento. O atacante Marion recebeu ótimo passe na entrada da área, deu um corte desconcertante em Guilherme Moller e acertou um tijolada com o pé esquerdo, garantindo a virada. Para melhorar ainda mais a situação do Amazonas, o lateral-direito Wendel levou o segundo cartão amarelo, sendo expulso de campo. 

Com um a menos, a vida do Tufão da Colina ficou mais complicada. O Amazonas adotou um estilo mais conservador em campo e passou a esperar as investidas do São Raimundo. Sem forças, o Tufão não conseguiu chegar ao segundo gol.

As equipes voltam a se enfrentar em jogo decisivo no próximo sábado (24), às 15h30, no estádio Carlos Zamith.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.