Publicidade
Esportes
Craque

Amazonas conquista ouro no futsal feminino nos Jogos Escolares da Juventude

Na semifinal, a equipe amazonense enfrentou as representantes do Rio Grande do Sul onde goleou por 6 a 2. Na final, a equipe baré venceu as paraenses por um placar ainda mais elástico, 10 a 1 13/09/2014 às 19:07
Show 1
Amazonas encerra a participação na competição com seis ouros: quatro na luta olímpica, um no atletismo e um no futsal
acritica.com Manaus (AM)

Do Amazonas para o Brasil. Esta é a definição do bi-campeonato dos Jogos Escolares da Juventude conquistado pelo Centro Educacional Recanto da Criança na manhã deste sábado (13) que com o placar de 10 a 1.

As amazonenses venceram a Escola Madre Teresa de Belém, do Pará e ficaram com o troféu. Com a conquista da equipe o Estado conquistou no total, seis medalhas de ouro.

Os jogos foram realizados em Londrina no Paraná pelo Comitê Olímpico Brasileiro, co-realizados também pelo Ministério do Esporte e Organizações Globo, com apoio ainda da prefeitura local.

Antes, na semifinal, a equipe amazonense enfrentou as representantes do Rio Grande do Sul e atropelou a equipe sulista com a goleada de 6 a 2. Com o resultado elástico a equipe se garantiu na primeira divisão dos jogos escolares de 2015.

Para a jovem Micaelly Brasil, jogadora da seleção brasileira e moradora do município de Autazes, este é o momento de comemorar. “Estou deixando a categoria e fico feliz com as duas conquistas (o acesso para a segundona em 2013 e agora, para a primeira divisão em 2015). Sei que a safra que vem aí vai dar conta do recado”, disse  habilidosa jogadora.

O jogo

Considerados por muitos técnicos que assistiram a partida como a equipe favorita antes a bola rolar em quadra, a equipe do Pará sofreu com a ausência da pivô Bia, que por estar suspensa, não pode entrar em quadra.

No primeiro tempo, as meninas do Amazonas trataram de dar show e nas constantes tabelas de Josy, Micaelly (ambas seleção sub-15 de futebol de campo) a equipe abriu cinco gols de vantagens.

No início do segundo tempo a equipe ainda demorou para encaixar a marcação e por várias vezes, teve a trave como companheira de time. Hora a bola batia trave, hora, as tentativas paraenses esbarravam nas boas defesas da goleira ‘Nega’.

Sem conseguir construir boas jogadas em quadra, a equipe de Belém tropeçou diversas vezes nos próprios erros, enquanto as amazonense trataram de aumentar o placar para não correr riscos. Final da partida, Amazonas 10, Pará 1.


Publicidade
Publicidade