Terça-feira, 19 de Novembro de 2019
SHOW DE BOLA

Amazonas FC bate o São Raimundo e fica próximo do acesso no Amazonense

O caçula do futebol Baré venceu por 3 a 0 e está próximo de conseguir o acesso à elite do futebol amazonense



jogo_5F3B3256-F93F-442A-BEBE-C8A716E46074.JPG Fotos: Milly Barreto
26/10/2019 às 21:37

No confronto do Tufão da Colina contra a Onça Pintada, neste sábado (26), no estádio Ismael Benigno, melhor pro caçula do futebol Baré, que venceu por 3 a 0 e está próximo de conseguir o acesso à elite do futebol amazonense. Os gols da goleada aurinegra foram marcados por Gileard, Otávio e Magnum.

Com a vitória, a Onça Pintada da Zona Leste chegou aos 7 pontos e se firmou na liderança da competição.  Por sua vez, o Tufão, que fez apenas a sua segunda apresentação no torneio, caiu pra terceira colocação com 3 pontos.



Na próxima rodada, o Mundico vai receber o Holanda, no dia 3 de novembro, na Colina. Já o Amazonas FC folga na quarta rodada e só volta a campo no dia 9 de novembro diante do mesmo Holanda, na quinta e última rodada da fase de classificação.

O jogo

Em clima de decisão, São Raimundo e Amazonas FC iniciam a partida na base do estudo. Mas aos 3minutos o Tufão da Colina dá o primeiro susto na Onça Pintada. Thiaguinho cobra falta na intermediária e a bola assusta o goleiro Iago. Na sequência, foi a vez do Amazonas causar arrepios na torcida do Mundico. Em cruzamento, Souza marca pro time aurinegro, mas a arbitragem já havia marcado impedimento.

O jogo esquenta. Aos 8minutos, Romarinho puxa contra golpe e passa pra Thiaguinho, que cruza na medida pra Ray tocar de letra. Seria um golaço, mas a bola passa rente à trave de Iago e vai pra linha de fundo. Aos 13minutos, foi a vez do Amazonas FC chegar no ataque. Souza cobra falta que passa perto do poste esquerdo do goleiro Johnatan.

Passados 20 minutos de jogo e as duas equipes apostam em jogadas de bola parada. Nem Mundico, nem Onça Pintada conseguem criar jogadas mais agudas.

Atuando com três zagueiros, o time do técnico Ricardo Lecheva Se postou atrás na busca dos contra ataques.  Sem um camisa 10 em campo, a equipe do português Paulo Morgado tentava achar espaços com o trio Romarinho, Thiaguinho e Ray.

Em mais uma bola parada, aos 34minutos, Fazendinha cobra escanteio para o Amazonas e o lance vai parar na cabeça de Gileard, que escora fora da meta de Jonathan.

Aos 38minutos, o Amazonas aproveitou um homem a mais em campo para marcar.  Thiago Spice sai lesionado e enquanto Rondineli se preparava pra substituí-lo, Magnum cruzou bola na medida pra Gileard cabecear sozinho na pequena área do Tufão.  A bola ainda bateu na trave antes de estufar as redes de Jonathan. 1 a 0 pra Onça Pintada na Colina.

A resposta do São Raimundo veio da mesma forma, aos 42minutos, com Ray. Mas o atacante do Mundico cabeceia mal e Iago pega fácil. E  foi esse o desfecho do primeiro tempo.

Pobre Mundico

A segunda etapa começa como o primeiro: muito estudo e poucas ações a gol. Perdendo a partida, o São Raimundo perdeu a cabeça e um homem em campo. Aos 8minutos, Elton fez falta dura em Gileard, tomou o segundo cartão amarelo e em seguida o vermelho.

Clima fica quente em campo, confusão no meio de campo e Pelezinho vai ao chão.  O árbitro venezuelano Freddy López distribui mais amarelos, mas ninguém mais é expulso.

Aos 13minutos, a Onça Pintada tem a chance de devorar o Mundico. Magnum cai livre pela esquerda, invade a área e fuzila, mas Jonathan salva o  que seria o segundo gol do Amazonas FC.

Com 11 contra 10 em campo, o Amazonas criava as melhores chances, mas errava o último passe. Em contrapartida, o Tufão insistia nas bolas paradas, mas sem efeito.

Aos 41minutos, o Amazonas FC desceu em blitz pra cima do São Raimundo.  Bela trama do ataque aurinegro e Otávio recebe pela esquerda, invade a área e fuzila sem chances pra Jonathan.  2 a 0.

Atordoado, o São Raimundo recebeu a  'patada' fatal da Onça apenas um minuto depois.  Magnum marcou o terceiro do Amazonas no jogo e bateu o Mundico dentro de seus domínios.  Vitória categórica de quem soube aproveitar as chances que teve. 3 a 0.

News denir 5aee6cdd 1d6a 4786 8dc7 d70985711b16
Editor de Esportes
Jornalista formado na Uninorte em 2010. Entrou para a equipe de A Crítica em 2014, como repórter para a Copa do Mundo no Brasil. Atualmente é editor do caderno de esportes, o Craque, onde segue na luta pela divulgação do esporte baré.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.