Domingo, 16 de Maio de 2021
Vitória da Onça

Amazonas vence Clipper por 4 a 2 no estádio Carlos Zamith

Com a vitória, a Onça Pintada assume momentaneamente a liderança do Barezão, enquanto a Águia Dourada fica estacionada na sexta posição



WhatsApp_Image_2021-03-31_at_17.43.18_B2C1005E-5C3F-4150-B0EE-D41DA53E24B1.jpeg Foto: Arlesson Sicsú
31/03/2021 às 18:13

Em jogo movimentado, o Amazonas bateu o Clipper por 4 a 2 nesta quarta-feira (31), no estádio Carlos Zamith. Os gols da Onça foram marcados por Diego Torres, Pedro Igor, Luan (contra) e Sabão. Já pelo lado da Águia, Charles Chenko e Raphinha balançaram as redes. 

Onça em vantagem 



O Amazonas depositava suas fichas em ações em velocidade, com Bilau e Marion comandando o setor criativo da equipe junto com Diego Torres, que atuando como 'enganche', foi o responsável pela distribuição do jogo. Respondendo na mesma moeda, o Clipper apostava na velocidade de Caíque, caindo pelo lado esquerdo. 

Demorou para que o primeiro lance claro de gol viesse. Somente aos 25 minutos de jogo, o meia Giovanni bateu falta perigosa, Diego Torres escorou de cabeça, mas o experiente goleiro Darlan fez boa defesa. Seis minutos depois, Marion escapou em velocidade e cruzou na medida para Diego Torres, que dominou e bateu o goleiro Darlan. 

Porteira aberta 

Com uma segunda etapa completamente diferente da primeira, o jogo recomeça frenético. Já aos 10 minutos a Onça ampliou o marcador. Diego Torres cruza na medida e o artilheiro Pedro Igor subiu mais alto e cabeceou firme no canto esquerdo. 2 a 0. 

Aos 16 minutos, mais um. Bilau avançou pela esquerda e cruzou no miolo da área. Pedro Igor escorou e ainda contou com a ajudinha do zagueiro Luan, que na tentativa de cortar o lance, acabou empurrando a bola para o gol. 

Aos 18 minutos, o quarto gol. Bilau mais uma vez chegou em profundidade e tocou para Marion dentro da área. O camisa 10 ajeitou a bola para Welington Sabão, que bateu forte, cruzado. 4 a 0. 

Reação da Águia 

Aos 20 minutos o Clipper ainda tentou demonstrar que estava vivo. Cristiano Natal recebeu livre pela direita e cruzou para Heltinho, que em forte cabeçada, obrigou Rafael Khan a fazer grande defesa. 

Com o Clipper em cima, não demorou para que o primeiro gol viesse. Aos 35 minutos, Juninho roubou a bola de Adriano Pagode e passou para Charles Chenko, que livre, diminuiu o marcador. 

E, no segundo gol do Clipper, Adriano Pagode mais uma vez foi vilão. O volante tocou com a mão na bola após cobrança de falta de Matheus Iton. Com a bola na marca da cal, Raphinha marcou o segundo da Águia aos 38 minutos. 

Aos 47 minutos, após mais um vacilo de Adriano Pagode, Caíque chuta forte para a defesa do goleiro Rafael Kahn. Aos 48, Charles Chenko sobe mais alto que a defesa e obriga Kahn a fazer mais um intervenção, garantindo o 4 a 2 em favor da Onça.

João Felipe

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.