Terça-feira, 21 de Maio de 2019
Craque

Amazonense das categorias de base do Vasco conquista a Taça Guanabara sub-17

Ronaldo Filho conquistou no último sábado a Taça Guanabara pela equipe sub-17 do Vasco, mostrando que é mais uma jovem promessa amazonense se destacando em solo carioca



1.jpg
O amazonense Ronaldo e a Taça Guanabara conquistada pelo Vasco no sábado
07/07/2015 às 18:28

Ele não tem apenas nome de um craque, mas sim de dois! E está trilhando uma carreira que tem tudo para ser vitoriosa em um dos maiores clubes do Brasil.

Volante do Vasco da Gama, o jogador amazonense Ronaldo Cardoso da Silva Filho, com apenas 15 anos de idade, está vivendo uma boa fase no clube carioca. Ele chegou ao clube aos 10 anos de idade, oriundo da equipe de futsal do Curumim.

Ronaldo conquistou no último sábado a Taça Guanabara pela equipe sub-17 do Vasco, mostrando que é mais uma jovem promessa amazonense se destacando em solo carioca.

A festa de Ronaldo só não foi melhor porque o garoto, de 1,77m de altura e 79 quilos, não jogou na decisão porque sofreu uma luxação no ombro esquerdo e ainda está em processo de recuperação.

Mas, ele estava na arquibancada de São Januário assistindo o Bacalhau derrotar o Fluminense nos pênatis, por 4 a 2, após 0 a 0 no tempo normal, e quebrar um jejum de 2 anos sem vencer o Tricolor no sub-17.

“Foi muito complicado não jogar pois eu queria estar lá para ajudar a equipe. O jogo foi difícil, mas o Vasco dominou a partida e teve oportunidade de matar no tempo normal. Mas, nos pênaltis, nosso goleiro pegou uma cobrança e conquistamos o título do primeiro turno”, explica Ronaldo.

Nascido em 1999, ele iniciou a carreira no time do Curumim em 2007, mas, foi durante um recreio na escola em que estudava – a Renascer, no Jardim Petrópolis, bairro em que morava na Zona Sul – que foi descoberto.

“Foi meio engraçado. Eu estava jogando no recreio, com uma bolinha de papel, quando o pai de um amigo meu me viu e achou legal, e me levou para atuar no futsal do Curumim . Foi o início de tudo”, relembra ele, que é sobrinho de Ney Júnior, ex-jogador e atual técnico de futebol.

Já na equipe, o observador de categoria de base Paulinho Nascimento viu Ronaldo jogando, se interessou pelo seu futebol e lhe ofereceu a oportunidade de realizar testes no Vasco da Gama aos 10 anos de idade.

Rotina

De 2010 a 2011 Ronaldo atuou pelo futsal do clube carioca, mas parou devido a rotina cansativa que incluía estudar de manhã no Colégio Vasco da Gama (que funciona na própria sede do clube), treinar de tarde e praticar o futebol de salão à noite.

Na capital carioca Ronaldo mora com o pai, madrasta e irmãos em São Cristovão, perto da sede e do estádio de São Januário, mas sua mãe biológica também reside na capital. Aos amazonenses, Ronaldo agradece pela força

“Se Deus quiser ainda vou dar orgulho para Manaus”, disse o jovem jogador, que manda um recado para a torcida vascaína. “Vou sempre estar honrando a camisa do Vasco, pois o clube é grande, maior do que todos nós e tem que ser respeitado”, ressalta ele.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.