Publicidade
Esportes
VELOCIDADE

Amazonense disputa título do Campeonato Paulista de Fórmula Vee

O piloto amazonense Gabriel Silva entra na pista de Interlagos neste domingo (15) disputando o título do Campeonato Paulista de Fórmula Vee. 17/12/2017 às 07:22
Show gabriel silva x cristiano denardi   2
Gabriel Silva (macacão amarelo) é amazonense lidera o Campeonato Paulista, faz um verdadeiro duelo diante de Heitor Nogueira (de macacão vermelho). (Foto: Claudio Larangeira/Divulgação FVee)
Valter Cardoso Manaus

Vinte anos e uma responsabilidade gigante. Neste fim de semana, Gabriel Silva entra na pista para coroar uma estreia de ouro na Fórmula Vee. Na sua primeira temporada, o amazonense chegou até o último fim de semana de disputa na ponta da tabela de classificação. 

 Em um momento tão importante, não seria estranho o jovem piloto tirar o pé do acelerador para evitar qualquer imprevisto, não é mesmo? Ou não. “Vou acelerar com os dois pés (risos). Nada de ficar na retaguarda, sempre indo pra cima, se tiver que ser, vai ser”, afirmou Gabriel, que também garantiu estar segurando toda a ansiedade que envolve a disputa deste domingo (17).


Apesar de jovem, o amazonense já tem um currículo invejável: bicampeão amazonense de kart, Capacete de Prata na maior premiação do País da modalidade, campeão da Copa Norte, também no kart e campeão mineiro da Fórmula Vee.  O peso de representar o Estado longe da Região Norte não pesa sobre os ombros de Gabriel, pelo contrário, serve como motivação. “É muito importante, gosto de ter essa exclusividade, e me motiva mais ainda a conquistar esse título”, respondeu, confiante. Ainda assim, o piloto reconhece a importância da conquista para o futuro da carreira. “É muito importante, pode decidir meu futuro, abrir portas para futuros patrocinadores”,  finalizou.

No retrovisor de Gabriel, pilotos experientes tentam roubar o título. Seu maior rival é Heitor Nogueira, 48, atual bicampeão da categoria.  A disputa de gerações é vista com bons olhos para o cenário do automobilismo. “Será uma final interessante, com o ímpeto dos mais jovens e a experiência de pilotos que já correm há um bom tempo”, diz Wilson Fittipaldi, consultor técnico e que dá nome ao troféu que será entregue ao campeão. “É muito difícil apontar um favorito, principalmente porque a diferença entre os primeiros colocados é bem pequena. A única certeza é que a disputa promete ser emocionante”.
 

Publicidade
Publicidade