Publicidade
Esportes
JUDÔ

Atleta amazonense conquista ouro no Brasileiro de Judô para veteranos

Ana Lúcia Souza da Silva foi campeã da categoria até 70kg na competição que aconteceu em Fortaleza, no último final de semana 09/04/2018 às 20:05 - Atualizado em 10/04/2018 às 10:38
Show judca
Foto: Divulgação
Camila Leonel Manaus (AM)

No último fim de semana, a judoca Ana Lúcia Souza da Silva, 32, foi medalha de ouro na categoria até 70kg do Campeonato Brasileiro de Judô Veteranos de 2018. A competição aconteceu em Fortaleza (CE) e reúniu atletas acima de 30 anos.

O judô entrou na vida da atleta quando ela tinha 22 anos, através de um convite para assistir a um treino. Era o que ela precisava para começar na arte suave. Dez anos depois, ela conquistou o ouro no Brasileiro, medalha que foi conseguida na base de muito treino e determinação.

“Trabalho o dia todo e à noite me preparo para treinar das 19h45 até 22h. Todas as noites treino intenso, fadiga e dieta para bater o peso. É um orgulho muito grande poder treinar e competir, e não é para qualquer um”, explica a atleta que concilia o emprego de assistente administrativo com a rotina de treinamentos. 

Além dos treinos a determinação para competir veio do fato de ter ficado de fora de outras competições por falta de recursos.

“Sempre participo de campeonatos estaduais. Já participei de três seletivas no Amazonas para Campeonato Brasileiro Sênior e ganhei as três seletivas. Uma era para lutar no Rio Grande do Norte e não fui porque não tinha como pagar as passagens. O Amazonas tem muitos atletas ótimos que dão o sangue para competir, mas não temos nenhum apoio para competir. Quem ajudou dessa vez foi o meu treinador”, relata. Mas apesar das dificuldades, a comemoração é maior: “isso tudo faz o gosto da vitória ser melhor”, completa.

A competição

No Brasileiro, Ana Lúcia lutou com atletas do Rio Grande do Norte e Distrito Federal. “O nível das lutas foi muito bom, foram lutas duras, mas com o treinamento consegui superar minhas adversárias”, contou.

O treinamento da amazonense acontece no quartel da Polícia Militar, com o sargento Anderson Silva. Como na academia a maioria dos alunos são homens, é com os homens que ela treina e isso acaba melhorando a competitividade de Ana Lúcia.

“Treinar com eles me ajuda para ter mais força e aí quando eu luto com a mulheres uso força e a técnica esse é o meu segredo”, confessou.

Publicidade
Publicidade