Publicidade
Esportes
ROMANTISMO

Amazonense faz pedido de casamento após prova de triathlon em Maceió (AL)

Thiago Medeiros pediu a namorada, agora noiva, Milda Nascimento, em casamento, após concluir o Ironman 70.3. 10/08/2018 às 10:41
Show tri
Milda Nascimento, contou que já sabia que seria pedida em casamento (Foto: Divulgação)
Jéssica Santos Manaus (AM)

Dizem que pedidos de casamento precisam ser surpreendentes, então, para proporcionar um momento único e marcante, o triatleta amazonense Thiago Medeiros não apenas cruzou a linha de chegada do Ironman 70.3 Maceió, prova que aconteceu no final de semana, como também aproveitou o momento de alegria para pedir a mão da amada. Com um cartaz com os dizeres: “Milda, quer casar comigo?” e também com a caixinha de alianças nas mãos, ele cruzou o pórtico, foi ao encontro da amada e ajoelhou-se para fazer o pedido. Ela disse sim! 

Surpresa

A agora noiva de Thiago, Milda Nascimento, contou que já sabia que seria pedida em casamento quando eles voltassem de viagem, num jantar para os familiares, mas nem sonhava com o pedido em meio à multidão no Ironman. “Eu estava na linha de chegada pra filmar ele chegando, e aí ele vem com aquela faixa, me pedindo em casamento, então, foi incrível, mas eu estava assustada porque eu fiquei preocupada com ele, que estava fazendo a prova a quase seis horas, e ele me pediu em casamento. Foi incrível, tenho profunda admiração por ele e pela coragem que teve”.

 Thiago conta que ele e Milda se conheceram num restaurante há somente três meses, disse ainda que os dois já falavam em morar juntos, mas a decisão de casar foi algo novo. “Decidi fazer o pedido dessa forma no momento que ela falou que iria me acompanhar na prova do Iron, mas tive que preparar tudo às pressas porque eu estava fora de Manaus há dois meses, e tive menos de uma semana para comprar alianças, fazer faixa e providenciar o apartamento porque vamos morar juntos agora, dia 20 de agosto”, ressalta.

Por enquanto, Milda foi apenas assistir à prova de Thiago para torcer, mas ele conta que ela adora correr e tem um objetivo: “Ela viaja muito pelo trabalho, mas quer treinar para fazer uma meia-maratona”.
 

Obstáculos

O curto espaço de tempo para organizar o pedido não foi a única dificuldade que Thiago encontrou até o “sim” de sua noiva. Ele também explica que precisou correr com a faixa e com as alianças durante boa parte da corrida, e que também não foi fácil encontrar a sua escolhida entre a multidão que aguardava os atletas. 

“Eu não tinha com quem deixar a faixa e as alianças, até que encontrei um amigo nosso de Manaus, que guardou pra mim. Peguei com ele no final da prova e, nos últimos metros, fui em busca dela para fazer o pedido, mas não a encontrava, pensei que ela tivesse ido embora, chegando na linha de chegada foi que a vi, e ela ficou no melhor lugar possível, estava filmando a chegada, foi maravilhoso”. 

Sem ‘enrolação’

Há noivados que duram anos, mas este não será o caso do casal decidido, Milda e Thiago.  “Pretendemos casar em fevereiro (de 2019)”, disse ele.

Pensamento no "quer casar comigo?"

Thiago treinou meses para realizar os 1.900 metros nadando, 90 km de ciclismo e 21 km de corrida, mas não foi nada fácil correr pensando no pedido que ira fazer.

“Essa foi a sexta prova que eu fiz de Ironman 70.3. Além do Ironman (completo) que eu também fiz, então sete provas, e posso dizer que realmente foi um desafio porque o nervosismo foi maior. O Ironman é uma cobrança muito grande e eu me cobrava terminar (a prova) porque nesse tipo de competição não depende só do atleta; tem vários fatores externos, eu poderia cair da bike, me machucar, não terminar, poderia não terminar a natação, a prova poderia ser cancelada, então foi difícil”, disse ele que buscou uma estratégia. “Eu tentava controlar a mente. Dizia a mim mesmo: você tem que fazer a sua prova. No final é que você vai fazer o pedido, mas foi bem complicado, principalmente na corrida, que eu estava sempre vendo onde ela estava, e eu tinha que programar onde ela ia estar, onde ia ser o pedido, mas foi bem legal, bem emocionante, todos apoiaram, gritavam, foi uma experiência maravilhosa”, destacou o romântico triatleta.

Romatismo nas provas de triathlon

Em 2016, dois casais também ficaram noivos na linha de chegada do Ironman Florianópolis. Em 2017, mais um pedido no Ironman 70.3 Rio de janeiro. Além desses pedidos, muitos outros aconteceram em competições pelo Brasil.

 Este ano, além de um casal também ter noivado no Challenge Brasília, outro casal, Rodrigo e Raquel, simplesmente fez a prova usando macaquinhos que imitavam roupas de noivos, e ‘casaram’ de forma simbólica após concluírem a prova, com direito à despedida de solteiro durante a corrida e ainda chuva de arroz, providenciada por 30 amigos que foram assistir à prova. 

Eles se conheceram há quatro anos, em uma prova de natação e, de lá pra cá, realizam muitas provas de triathlon no Brasil e pelo mundo. O casal oficializou a união em Cancún, na semana seguinte.

Publicidade
Publicidade