Domingo, 26 de Maio de 2019
Craque

Amazonense finalista do TUF Brasil 4 fala da segunda chance de entrar no octógono do UFC

O lutador confirmou ter um pré-contrato assinado com o UFC (Ultimate Fighting Championship), mas, quer muito mais: a vitória no TUF Brasil 4, além de um dia conseguir o título dos pesos Galo (61kg) do UFC



1.jpg
Dileno está em treinamento intensivo visando a maior luta da sua vida
07/07/2015 às 17:59

Em contagem regressiva para a final do reality The Ultimate Fight Brasil 4 (TUF), onde faz a luta decisiva contra Reginaldo Vieira, no dia 1º de agosto, no UFC 190, que acontecerá no Rio de Janeiro, o amazonense Dileno Lopes, 29, falou sobre o que será o maior confronto da sua carreira de 8 anos no MMA.

O lutador confirmou ter um pré-contrato assinado com o UFC (Ultimate Fighting Championship), mas, quer muito mais: a vitória no TUF Brasil 4, além de um dia conseguir o título dos pesos Galo (61kg) do UFC.

Assim, Dileno seguiria os passos de outro manauense campeão: José Aldo, dono do título dos penas do Ultimate. Detalhe: Dileno e Aldo são oriundos do bairro Alvorada, na zona Oeste, da academia Nova União Márcio Pontes Brazilian Jiu-Jítsu (MPBJJ).

Ontem, durante entrevista para a imprensa local, Dileno Lopes fez questão de bradar o grito de guerra que virou uma espécie de “mantra” da boa sorte para ele: “Arrocha Alvorada!”. Detalhe que poucos sabem: ele nasceu em Educandos, na zona Sul, e só foi morar no Alvorada a partir dos 10 anos de idade.

“Estou me preparando bastante para fazer uma grande luta e honrar o nome de Manaus. Será a primeira vez que um amazonense ‘puro’ vai fazer uma final de um grande evento como o TUF Brasil 4. Acordo cedo, minha trajetória de treinamento é mais forte. É a minha segunda oportunidade de estar lá e eu tenho que agarrar esta chance com unhas e dentes para trazer essa vitória para o Amazonas”, detalhou ele.

Segunda chance

A chance de Dileno entrar no UFC poderia ter surgido em 2012, ano do primeiro The Ultimate Fight Brasil. No entanto, ele perdeu sua luta contra Rony Jason e consequentemente, a chance de entrar na casa do reality, dando adeus momentaneamente ao UFC. Naquela temporada, Jason sagrou-se campeão peso pena e carimbou o passaporte para o Ultimate.

O amazonense faixa preta de jiu-jítsu tem a seu favor um retrospecto de, segundo ele própria ressalta, 20 lutas e apenas 1 derrota. Até o dia 1º de agosto, dia da luta, o competidor vai enfrentar uma rotina diária de treinos intensos em três períodos. Pela manhã ele aprimora seu westling e submission; à tarde, é a vez das atividades de boxe e à noite, tem treinamentos de MMA, totalizando de 5 a 6 horas de preparação.

“Vai ser uma luta na qual vamos cada um tentar obter o seu espaço. Ele tem um jiu-jítsu parecido com o meu, mas vou tentar complicar o jogo dele, tentando a finalização nocauteando-o”, declarou Dileno.

“Todos os especialistas em lutas atestam que Dileno é mais experiente e tem tudo para trazer esse título inédito”, disse o mestre Márcio Pontes, pedindo mais apoio de patrocinadores para seu aluno: “Para viajar para o Rio de Janeiro recebemos passagens aéreas do Governo do Estado, mas peço que os empresários locais se sensibilizem com a nossa causa”.

Três perguntas para Dileno Lopes, lutador de MMA

Você está estudando o adversário? Quais dificuldades acha que vai enfrentar?

O Reginaldo é um atleta muito forte e perigoso. Todos os meus professores e treinadores e pessoas que estão treinando comigo estão estudando ele para que eu possa dar um passo a mais na sua frente. Quero anular o jogo dele.

Como você prepara o psicológico para chegar bem na luta?

Estou trabalhando, sim, o psicológico e o emocional. Todos os atletas têm um pouco de nervosismo, ainda mais agora no UFC. Temos que entrar focados e preparados para tudo que eu for enfrentar no Rio.

Como é trilhar os caminhos de José Aldo rumo ao UFC?

É como eu falo: o José Aldo é o “campeão do povo”. Ele é o “atleta de ouro da casa”, e eu sou o “prata da casa”. Ele é um excelente atleta. Há pouco tempo eu estive lá no Rio de Janeiro acompanhando um pouco dos treinamentos dele e vi que a sua preparação é a de um campeão. Tenho que seguir essa trajetória e me espelhar nele. Ser igual a ele ou até muito mais que ele. 



Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.