Quarta-feira, 27 de Maio de 2020
EXPECTATIVA

Amazonense Marcelinho mira retorno da Liga Búlgara sonhando com o 'enea'

Depois de paralisação no dia 13 de março, competição nacional está marcada para voltar no dia 5 de junho. Natural de Manacapuru, atacante já conquistou oito títulos do campeonato principal do país pelo Ludogorets



WhatsApp_Image_2020-05-11_at_17.27.11_EA8775E6-E573-43E7-B245-4226B212DDF6.jpeg Time de Marcelinho lidera com 9 pontos de vantagem. Foto: Acervo pessoal
11/05/2020 às 19:59

Na última semana, a Federação Búlgara de Futebol (BFU) anunciou que o campeonato nacional será retomado no dia 5 de junho, em um formato abreviado, que está previsto para terminar no dia 11 de julho. E na ponta da tabela antes da paralisação, o Ludogorets, do manacapuruense Marcelinho, espera erguer o nono troféu consecutivo da Liga da Bulgária.

Com 55 pontos, nove a mais do que o segundo colocado Lokomotiv Plovdiv, Levski Sofia e CSKA Sofia, o líder do campeonato conta com o talento baré na retomada das atividades, que estão paralisadas desde o dia 13 de março devido a pandemia do novo coronavírus.



Foco no ‘enea’

Neste tempo sem jogos, Marcelinho aproveitou para passar um tempo no Brasil - mais especificamente, em Mogi Mirim, interior de São Paulo, onde tem família -, onde fez treinos caseiros para manter a forma. Na Bulgária há uma semana, o atacante aproveitar para realizar exercícios com equipamentos fornecidos pelo próprio clube. Tudo para aumentar os impressionantes números.

Jogador passou um mês no Brasil, onde manteve treinos. Foto: Acervo pessoal

“Passei um mês aí pelo Brasil, onde montei uma academia em casa. Agora aqui (na Bulgária), o clube forneceu esses equipamentos para manter a forma. Sou feliz pelos 9 anos aqui, sendo titular. Participei de todas as conquistas do clube, então é gratificante demais”, afirmou o camisa 84 do Ludogorets.

Vale lembrar que na última temporada, onde o Ludogorets conquistou o octacampeonato, Marcelinho ultrapassou Juninho Pernambucano como o brasileiro com mais ligas internacionais no currículo. Uma marca que é valorizada pelo jogador formado nos campos de terra de Manacapuru. “Estou desde o primeiro ano na primeira divisão. E desde então, sempre campeão, graças a Deus”, ressaltou o atacante.

Saudade dos gols

Serão quase três meses sem jogos desde a paralisação do dia 13 de março e o retorno no dia 5 de junho. O período distante dos gramados e dos gols são ainda piores para um goleador. Na última temporada, na campanha do ‘octa’, Marcelinho anotou 8 gols e 9 assistências em 23 partidas do campeonato.

“Expectativa muito grande (pelo retorno). Muito tempo sem jogar e o futebol faz parte da minha vida, então é muito difícil ficar sem. Ansiedade grande para voltar aos campos”, completou o amazonense do Ludogorets, que caso conquiste o nono título, iguala o recorde do CSKA Sofia como maior hegemonia na história do futebol búlgaro.

News leonardo 9028af08 26fb 4271 b322 4409cded8370
Repórter do Craque
Jornalista em formação na Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e repórter do caderno de esportes Craque, de A Crítica. Manauara fã da informação e que procura aproximar o leitor de histórias – do futebol ao badminton.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.