Publicidade
Esportes
Craque

Amazonense Marcos “Loro” derrota Joe Warren e conquista o cinturão do Bellator

Com triunfo, o Amazonas agora tem dois campeões mundiais nos mais importantes torneios de MMA do planeta: o Bellator e o UFC 29/03/2015 às 15:35
Show 1
Amazonense aplicou uma chave de perna no norte-americano
ACRÍTICA.COM Manaus (AM)

O amazonense Marcos “Loro” Galvão não deixou escapar a chance de vingar sua controversa derrota para Joe Warren. O lutador derrotou o norte-americano por finalização com uma chave reta de joelho no segundo round do evento principal do Bellator 135, realizado na noite de sexta-feira (27) em Thackerville, nos Estados Unidos. Com o triunfo ele se tornou o novo campeão da organização na categoria peso-galo.

Loro e Warren já haviam se enfrentado em 2011. Na ocasião o gringo levou a melhor. Na luta de sexta-feira, Loro aplicou uma chave no rival, que alega não ter dado os três tapinhas que configura desistência. Porém, o árbitro considerou desistência verbal do lutador.

“Todo mundo aqui viu, não foi uma desistência”, disse o norte-americano, revoltado, na entrevista pós-luta.

“Ele é campeão de wrestling e eu o respeito, mas eu sou bicampeão mundial de jiu-jitsu. Meus treinadores me disseram para acreditar no meu jiu-jitsu e eu acreditei. O Joe Warren gritou. Ele tem que admitir que foi uma desistência verbal”, respondeu o brasileiro na entrevista ainda na área de luta.

Com este resultado, o Amazonas agora detém dois cinturões nos principais torneios de MMA do mundo. O cinturão de Loro e o de José Aldo, no UFC.

Resultados do Bellator 135
27 de março de 2015, em Thackerville (EUA)

CARD PRINCIPAL

Marcos "Loro" Galvão venceu Joe Warren por finalização aos 45s do R2
LC Davis venceu Hideo Tokoro por decisão dividida
Francis Carmont venceu Guilherme Viana por decisão unânime
Ryan Couture venceu Dakota Cochrane por finalização aos 3m23s do R1

CARD PRELIMINAR
Rashad Coulter venceu Jeremiah O'Neal por nocaute técnico a 1m44s do R1
Emmanuel Sanchez venceu Alejandro Villalobos por decisão unânime
Sean Holden venceu Tim Roman por decisão unânime

Publicidade
Publicidade