Terça-feira, 23 de Abril de 2019
publicidade
WhatsApp_Image_2019-03-14_at_12.24.19_E91CFC77-35C5-4E98-A5FE-F8052E19D5EE.jpeg
publicidade
publicidade

TALENTO AMAZONENSE

Amazonense que conquistou vaga para Jogos Parapan-Americanos sofre com falta de apoio

Classificado para a competição no Peru, Goutier Rodrigues conta como superou deficiência e dificuldades para virar um dos principais atletas do tênis de mesa paralímpico


17/03/2019 às 20:18

Superação definitivamente parece ser a palavra que guia Goutier Rodrigues desde a infância. O amazonense de 40 anos é um dos maiores paratletas do estado e se prepara para levar o nome para os Jogos Parapan-Americanos, que vão ser disputados em Lima, no Peru, entre os meses de agosto e setembro deste ano. 

Para conquistar a vaga, no entanto, o esforço foi gigante, passando por obstáculos desde que tinha dois anos de idade, quando recebeu uma injeção mal aplicada que resultou na inflamação do nervo ciático e atrofia dos membros inferiores. Hoje paratleta, técnico em patologia clínica e professor de educação física, Goutier só voltou a andar quando tinha 12 anos, mas desde a infância o tênis de mesa foi seu grande companheiro.

“Comecei muito cedo. Já dava minhas primeiras jogadas brincando na rua da minha comunidade, com meus amigos e familiares. E foi mudando de importância quando eu conheci a ADEFA (Associação de Deficientes Físicos do Amazonas), que me propôs um esporte para eu praticar de forma desportiva, então comecei a perceber que eu poderia dar sentido para a minha vida através do tênis de mesa. Foi o tênis de mesa que proporcionou meus estudos, minha independência financeira, meu carro. Devo tudo ao tênis de mesa e, principalmente, a minha família que é hoje meus principais apoiadores”, revelou Goutier.

Hoje Goutier é um dos maiores atletas da Classe 06 no tênis de mesa paralímpico e, ainda assim, precisa superar um grande obstáculo: a falta de patrocínio.

publicidade

“Hoje em dia é muito difícil você encontrar uma pessoa que te apoia. Muitas pessoas não conhecem a Lei do Incentivo ao Esporte e sempre que a gente vai pedir apoio, patrocínio e sempre batemos na porta e recebemos o não. É muito difícil para quem é atleta de alto rendimento que quer representar o seu estado e não tem condições. Hoje me encontro em uma posição muito boa no ranking nacional, sou número 1 no Brasil e eu estou pagando para ser número 1, comprando minha passagem, hospedagem, inscrição , alimentação e treinamento. Enfim tudo é custeado por mim”, desabafou o amazonense.

Professor da rede estadual, Goutier precisou pedir apoio à Seduc para conseguir apoio nas competições, a resposta foi positiva, mas ainda assim, o custo para representar o estado segue alto.

“No ano passado, consegui através da SEDUC, uma passagem e diárias pra uma competição a nível nacional. Eu fui muito bem colocado mas, mesmo assim, colocando na ponta do lápis meu orçamento deu em torno de R$ 13 mil reais nas competições nacionais e deixei de ir pra uma competição internacional por falta de dinheiro. Gostaria muito de ter apoio da SEJEL, é muito difícil você representar seu estado sem ter apoio do mesmo, torço muito pra que mude essa visão para o esporte paralímpico. Eu sei que posso fazer muito pelo nosso estado e estou muito focado, mas estou gastando muito também, se tiver um empresário que queira fazer parte do meu sonho, com certeza levarei com muita honra sua logo em meu uniforme”, completou o atleta. 

O diferencial de Goutier, no entanto, é a capacidade de superar qualquer obstáculo em busca de um objetivo maior. Dessa vez, o objetivo é simplesmente trazer orgulho para a sua terra e ir além até dos Jogos Parapan-Americanos de Lima.

“Sei muito bem que meu país e meu estado merecem ser bem representados e estou me preparando pra ir e conquistar a tão sonhada vaga pra Tókio (para as Paralimpíadas), e minhas chances são claras.  É possível chegar lá, se tiver também alguém que acredite junto comigo, aí fica mais fácil. Sem apoio, não se chega a lugar nenhum”, garantiu a esperança amazonense.

publicidade
publicidade
Motoristas do Amazonas vão poder parcelar IPVA atrasado em até 12 vezes
Greve dos professores: vice-governador fará reunião com sindicatos nesta terça (23)
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.