Publicidade
Esportes
judô

Amazonense Rita de Cássia Reis conquista bronze no Mundial de Judô Sub-21, em Abu Dhabi

Ritinha fez história ao trazer a medalha para o Amazonas na categoria superligeiro 27/10/2015 às 11:55 - Atualizado em 25/02/2016 às 18:47
Show judoca mundial abu dhabi brasil acrima20151023 0043 15
Judoca amazonense deu show no Mundial de Abu Dhabi ao ganhar primeira medalha para o Brasil. (Divulgação)
ACRÍTICA.COM

O Brasil conquistou sua primeira medalha no Mundial Sub-21, em Abu Dhabi, com a superligeiro Rita Reis garantindo o bronze nesta sexta-feira (23). A peso-ligeiro Nathália Mercadante também chegou ao bloco final, terminando a competição em sétimo lugar. Os outros três brasileiros que lutaram neste primeiro dia de competição não chegaram à disputa por medalhas.  

Para chegar ao bronze, a judoca do Amazonas derrotou por ippon uma das favoritas ao título, a turca Melisa Cakmakli, na estreia, mas acabou caindo para a sul-coreana Hyekyeong Lee nas quartas-de-final por sofrer três punições. Na repescagem, ela derrotou Mireia Comas, da Espanha, por ippon, depois de estar perdendo por waza-aria e yuko. Na disputa pela medalha, Rita foi muito superior à russa, conseguindo pontuar com um yuko, jogou de waza-ari e imobilizou a adversária para subir ao pódio, seu primeiro em Campeonatos Mundiais.

A segunda brasileira no bloco final foi Nathália Mercadante (48kg), que estreou bem com duas vitórias seguidas por yuko sobre Celia Ledo (ESP) e Kelly Staddon (GBR), respectivamente, avançando às quartas-de-final, onde foi derrotada pela japonesa Funa Tonaki por ippon. Na repescagem, Mercadante sofreu um golpe de waza-aria da moldava Crisina Budescu e fechou sua participação em sétimo lugar.


O feminino ainda teve a então vice-campeã mundial do superligeiro, Larissa Farias, em ação. Cabeça de chave número um, a brasileira levou a mongol Narantsetseg Ganbataar a ser punida três vezes, mas sofreu um yuko e se despediu mais cedo da competição. 

No masculino, Lucas Guimarães (55kg) caiu na estreia contra o russo Yago Abuladze (RUS) e Victor Torrente (60kg) não passou das oitavas. O ligeiro venceu Denis Vieru, da Moldávia, por ippon, mas não resistiu ao sul-coreano Channyeong Kim, que posteriormente ficaria com o bronze.

A competição continua neste sábado (24), com mais quatro brasileiros no tatame: Daniela Cargnin (66kg), Lincoln Neves (73kg), Jéssica Lima (52kg) e Kamila Silva (57kg). As preliminares começam às 5h (Brasília), com disputas por medalhas a partir das 11h (Brasília). A Federação Internacional de Judô transmite as lutas ao vivo pelo site www.ippon.tv. 

Publicidade
Publicidade