Domingo, 22 de Setembro de 2019
FUTEVÔLEI

Amazonense volta a seleção brasileira de futevôlei e busca tetra mundial

Natural de Maués, David Perrone volta a vestia a camisa da seleção brasileira e se prepara para a etapa do mundial de futevôlei



zCR0123-01F.JPG David Perrone é atual vice-campeão mundial. Na última edição do torneio, sua dupla perdeu para o Paraguai. (Foto: Márcio Silva)
23/07/2017 às 10:08

Vestir a camisa da seleção brasileira e defender as cores do País é um sonho dos atletas em todas as modalidades. Aos 31 anos, David Perrone sabe bem o que é isso. O amazonense é figurinha carimbada na seleção brasileira de futevôlei e já se prepara para mais um desafio na carreira, a etapa do campeonato mundial na França. “A sensação é a melhor possível, voltar a vestir a camisa da Seleção Brasileira de novo. Vou tentar trazer mais um título para o Brasil, que é muito importante para o futevôlei. O Brasil é o criador da modalidade e no último, o Paraguai levou a melhor, então vamos tentar trazer o título de volta”,  revelou o jogador, que já entrou em um ritmo frenético para a competição. “A preparação está sendo intensa com o professor Francisco Nelson e Rogério Mello, que são os dois que estão fazendo minha preparação e vamos treinar bastante forte, na areia”, completou.

O próximo passo com a camisa da seleção brasileira é em Nice, na França, bem longe das praias onde David começou a fazer os primeiros saques e levantamentos. “Eu conheci o futevôlei em Maués, porque eu sou de lá, no interior do Amazonas. Comecei com 12 anos, descia para praia para brincar lá mesmo e conheci o futevôlei e me apaixonei. Vim para Manaus com 18 anos, convocado pela Seleção Amazonense, aí, com 19 já fui convocado para a Seleção Brasileira, fui campeão mundial e estou até hoje no esporte”, revelou.

Cruzando o mundo através do esporte, o mauesense se consagrou tricampeão mundial ao longo dos anos e se tornou uma referência na modalidade. Além de jogador, virou também professor de futevôlei em Manaus. Mas se engana quem pensa que isso diminui a fome títulos, pelo contrário. A disputa com os atletas mais novos motiva ainda mais David Perrone.  “A vontade de ganhar é maior de que das outras vezes. Agora, com mais experiência, mais velho, o desafio é maior. Os adversários são mais novos e a vontade deles vai ser maior, mas com certeza a disputa vai ser boa e eu vou levar a melhor, se Deus quiser”, garantiu David.
   
 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.