Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
TOUCHDOWN BARÉ

Atletas amazonenses são contratados por time turco de futebol americano

Ed Santos e Rodrigo Pinheiro já acumularam títulos até em outras modalidades, mas seguem para uma aventura inédita em um país totalmente diferente



Ed_Santos_5A565AAF-E4B7-421B-B4C3-B5D09270FC7A.jpg Ed Santos e Rodrigo Pinheiro já acumularam títulos até em outras modalidades, mas seguem para uma aventura inédita em um país totalmente diferente. (Fotos: Arquivo pessoal)
17/02/2019 às 09:45

A  distância é grande: são mais de 11 mil quilômetros de distância que separam o Amazonas da Turquia, mas dois atletas embarcaram para o país carregando, além da bagagem, a missão de  representar o futebol americano praticado por aqui para o outro lado do mundo. Ed Santos e Rodrigo Pinheiro foram contratados pelo Sakarya Tatankalari, que disputa a Liga Nacional Turca de Futebol Americano.

A dupla amazonense desembarcou no destino nesta semana, mas o caminho até este ponto é muito mais longo. “Desde 2011 que eu acompanhava os jogos pela televisão, daí em 2016 um amigo me chamou para jogar pelo North Lions então eu fui campeão estadual pelo time e depois o Manaus Broncos me chamou para fazer parte do projeto deles e eu aceitei. Joguei lá por mais dois anos, então foi desse jeito que eu conheci e comecei a praticar o esporte”, explicou Ed Santos, que ingressou na modalidade carregando um currículo de peso de conquistas no atletismo. 

O jogador  atraiu a atenção dos turcos após publicar um vídeo com seus melhores momentos da temporada. Após o contato dos empresários, ele indicou também Rodrigo, amigo que também teve uma trajetória parecida no esporte, migrando das pistas do atletismo até a bola oval. Longe de casa, a dupla vai repetir a parceria que deu certo no Amazonas. “O Ed recebeu uma proposta de vir jogar na Turquia. Então o treinador dele da Turquia perguntou se tinha alguém com o nível  dos atletas turcos e foi aí então que ele me indicou, por isso estamos juntos mais uma vez nessa jornada, só que distante de casa. Ed fala muito bem inglês e  está me ajudando bastante aqui com a tradução. Eu ainda estou aprendendo inglês. Eles falam turco aqui, mas a segunda opção de idioma é o inglês. O que eu desejo na turquia é fazer uma boa temporada. Aprender mais o idioma turco e o inglês ”, explicou o jogador.

 Apesar de pouco conhecido, o futebol americano turco impressionou os atletas. “Eu não conhecia muita coisa sobre o clube e do país eu só conhecia o que vemos por filmes e pela tv, mas assim que eu assinei contrato eu comecei a pesquisar mais. Na verdade eu nem sabia que aqui tinha liga de Futebol Americano, mas conforme eu fui pesquisando eu vi que aqui já era uma liga bem desenvolvida, comparada à do Brasil, em termos de organização e investimento. Eu também conheci um pouco mais sobre o time que o principal apoiador é uma universidade aqui da Turquia”, explicou Ed. 

Em solo turco, a dupla agora busca mostrar que apesar do futebol ser americano, o talento é amazonense e pode brilhar em qualquer parte do mundo.   

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.