Publicidade
Esportes
Em nome da amizade

Amigos organizam corrida solidária em prol de atleta seriamente lesionado

Treino Solidário Amigos do Trajano acontece neste domingo (31), na Ponta Negra, e toda a renda do evento será revertida no tratamento do atleta Fabrício Trajano, que se recupera de grave lesão na coluna, ocorrida durante competição. 26/07/2016 às 12:31 - Atualizado em 26/07/2016 às 12:36
Show 12440433 970153716396740 5110781580693584457 o
Trajano - que na foto está ao lado do amigo Ronys Torres e do filho, Davi - se lesionou na disputa da Copa América de Jiu-Jitsu e pode se aposentar precocemente das lutas (Foto: arquivo pessoal)
Denir Simplício Manaus (AM)

Nada mais forte do que uma corrente de amigos. E com a finalidade de ajudar o próximo acontece neste domingo (31), o "Treino Solidário Amigos do Trajano". O evento, que está marcado para iniciar às 7h, na Ponta Negra, na Zona Oeste de Manaus, é organizado por atletas/amigos do lutador Fabrício Trajano, que se lesionou gravemente durante a Copa América de Jiu-Jitsu realizada no mês passado e corre o risco de perder o movimento das pernas.

O evento é totalmente solidário e está sendo divulgado nas redes sociais. A intenção é arrecadar fundos para ajudar no tratamento de Trajano e numa possível cirurgia para correção do problema. “A idéia do treino é juntar uma galera pra arrecadamos alguma coisa pra ajudar o amigo Trajano que se encontra nessa situação com problemas na coluna e talvez precise fazer essa cirurgia. Então tem uma turma que está ajudando a organizar um café comunitário e uma corridinha de 5km”, explicou Antônia Belo, amiga do atleta que, mesmo de Campinas, em São Paulo, está ajudando na organização da ação.

"Como é um treino solidário, não haverá inscrições. Cada um leva um valor simbólico de R$ 10 e algo pra colaborar com o café. Quem puder e quiser colaborar com um valor maior ou com outro tipo de ajuda, será bem vindo", pontuou Antônia.

Grave lesão e bronze

Fabrício Trajano tem 30 anos, é oriundo do boxe, mas migrou para o Jiu-Jitsu onde treinava para ser oficialmente graduado pela academia do mestre Michael Urso. Logo na primeira competição, que foi a Copa América, alcançou o terceiro lugar e a medalha de bronze. No entanto, na mesma luta que lhe valeu o pódio ocorreu a contusão. Uma forte queda levou o amazonense a sofrer três fraturas e uma dessas lesões - que está forçando a medula óssea - é mais preocupante, como explica o lutador.

Trajano com a bandeira do Nacional no pódio; lesão ocorreu na mesma competição (Foto: arquivo pessoal)

"Tive dois discos deslocados e um deles está pressionando a minha medula, o que tem me feito perder os movimentos da perna. Estou um pouco dormente da cintura pra baixo. Tenho passado pouco tempo em pé por conta das dores e por isso tenho passado mais tempo deitado", explicou Trajano, falando das opções dadas pelos médicos quanto a sua situação.

"Me reuni com os médicos e eles me deram duas opções: uma é a cirurgia - que eu estava querendo -, mas como é muita delicada, posso não voltar a andar mais. A outra opção é fazer sessões de fisioterapia para tentar mover a posição desse disco para sair de cima da medula e assim poder fazer uma cirurgia mais simples", pontuou.

Apesar da lesão ter ocorrido a mais de um mês, Trajano só veio acusar as fortes nas duas últimas semanas e por conta da situação que inspira cuidados, o atleta já admite encerrar a carreira. "Mesmo curado, como creio que vou ser, não poderei mais - por ordem médica - fazer nenhuma luta. Mas vida que segue. A minha saúde é o que busco agora", concluiu Trajano. 

Informações sobre a ação

A organização do evento informa que as pessoas interessadas em participar da ação solidária em prol do atleta Fabrício Trajano podem entrar em contato via whatsapp pelos fones: 99386-2023 (Poli) ou (19) 98266-2963 (Antônia Belo).

 

Publicidade
Publicidade