Publicidade
Esportes
Craque

Anderson Pico promete ‘comer a bola’ pelo Flamengo e baixar o peso até o início do SuperSeries

Lateral que caiu nas graças da torcida no fim da temporada passada é alvo das brincadeiras dos companheiros de elenco. O jogador faz trabalho especial para perder peso e assumir a titularidade no início do ano 15/01/2015 às 13:52
Show 1
Anderson Pico faz trabalho especial para entrar em forma para estrear bem pelo Flamengo no SuperSeries.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O ambiente na concentração do Flamengo durante a pré-temporada, em Atibaia, interior de São Paulo, não poderia ser melhor. O elenco que se prepara para a disputa do Torneio SuperSeries, em Manaus, na próxima semana, começa a se soltar e as brincadeiras entre os jogadores é uma forma de aliviar a tensão dos treinos. Alvo predileto das piadas da equipe, o lateral Anderson Pico luta contra a balança para perder peso e melhorar ainda mais sua perfomance com a camisa do Rubro-Negro.

A aposta do técnico Vanderlei Luxemburgo chegou ao fim da temporada passada com ótimas atuações atuando na lateral-esquerda do Flamengo. Em poucas partidas o jogador que trabalhou com Luxa, no Grêmio, caiu nas graças da Nação Rubro-Negra. No entanto, o atleta trava uma luta constante contra o excesso de peso e faz um trabalho especial para manter a forma.

Pico é um dos mais brincalhões na concentração do Fla, mas também sofre com as piadas dos companheiros por conta da batalha contra a balança. "Escondemos o lanche dele (risos). Prendemos e deixamos no quarto quietinho. O Pico é amigo e torcemos bastante por ele. Já está fininho. Um cara assim é muito importante para o elenco. Você olha e já dá risada. Ele é bastante cobrado pelo professor Luxemburgo e dá a resposta necessária. É especial", revelou o meia Everton.


O polivalente Anderson Pico, que também atua na lateral-direita, confessa que a luta para manter a forma é diária, mas com o empenho nos treinos, a forma física nãos será problema. O lateral aproveitou a coletiva de imprensa para agradecer o apoio e as brincadeiras dos companheiros de equipe.   

"Sempre corri atrás para ficar no peso. Tenho tendência, mas trabalho com alegria. O grupo passa confiança na questão do peso. Faltam alguns quilos. O meu processo é um pouco diferente mesmo. Todos me incentivam. Isso só me ajuda para mostrar o melhor futebol na temporada", encerrou.

Publicidade
Publicidade