Publicidade
Esportes
Craque

Anderson Silva é suspenso do UFC por um ano

O veredicto saiu na tarde desta quinta-feira (13). A Comissão Atlética de Nevada julgou o depoimento de Anderson inconsistente e, por unanimidade, condenou Spider por uso de substâncias ilegais na luta contra Nick Diaz no dia 31 de janeiro 13/08/2015 às 17:20
Show 1
Anderson foi julgado na tarde desta quinta-feira (13) pela Comissão Atlética de Nevada e foi condenado a um ano de punição
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Anderson Silva recebeu a punição de um ano a partir da data do embate com Nick Diaz, no dia 31 de janeiro de 2015. Esse foi o veredicto dos comissários responsáveis pelo julgamento de Spider na tarde desta quinta-feira (13). Dois dias antes, na terça-feira (11), a defesa do lutador brasileiro alegou que Anderson havia ingerido as substâncias ilegais de forma inconsciente ao ingerir remédios para ansiedade e um estimulante sexual contaminado.

Apesar do advogado de Anderson fazer considerações sobre o fato de Spider não ter um histórico de envolvimento com asteróides, a Comissão Atlética de Nevada julgou o depoimento de Anderson inconsistente. Pat Lundvall, um dos comissários, alegou que Anderson forjou o questionário pré-luta intencionalmente.

Em sua defesa o ex-campeão dos meio médios disse que bebeu um líquido que tinha uma espécie de estimulante sexual e que tinha conhecimento do remédio que estava tomando para dores, mas que não fazia idéia sobre o estimulante sexual. O depoimento não convenceu e, por unanimidade, o atleta recebeu a punição de um ano.

Remédios para ansiedade e viagra contaminado

No documento enviado pela defesa de Anderson à Comissão, que foi obtido pelo site Combate.com, a equipe de Spider negou o uso consciente das substâncias drostanolona e androsterona, mas que o ex-campeão dos meio médios ingeriu  ansiolíticos (remédios contra ansiedade) antes da luta para controlar insônia. Sobre as demais substâncias detectadas nos exames, a explicação é que um suplemento utilizado pelo lutador para melhorar o desempenho sexual estaria contaminado.

Na ocasião do UFC 183, em Las Vegas, o adversário de Anderson, Nick Diaz, também foi pego no exame antidoping, mas por uso de maconha. Com isso, a luta foi considerada sem resultado.

Anderson Silva foi flagrado por uso de drostanolona e androsterona - dois esteroides anabolizantes -no dia 9 de janeiro, durante um teste antidoping surpresa, mas o resultado só foi divulgado dois dias depois do UFC 183, que aconteceu em 31 de janeiro de 2015. Um segundo exame, feito no dia 19 de janeiro, deu negativo para todas as substâncias proibidas. Exame do dia 31 de janeiro, no entanto, apontou nova presença de drostanolona, além dos ansiolíticos temazepam e oxazepam, usados no combate à ansiedade.


Publicidade
Publicidade