Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
Craque

Apertem os cintos...: diretor do Iranduba confirma que técnico não comanda a equipe há 20 dias

Lauro Tentardini disse que o treinador Olavo Dantas está afastado do clube no período, mas que ele continua no comando da equipe. O Verdão tem jogo contra o Corinthians no próximo dia 23 pela sequência do Brasileirão



1.jpg Dantas está afastado da equipe por conta dos compromissos com o Exército.
03/03/2016 às 15:55

O céu dourado do time feminino do Iranduba - após a inédita classificação para a segunda fase do Brasileirão - ganhou tons de cinza nos últimos dias. Restando pouco mais de duas semanas para o duelo com o Corinthians pela sequência da competição nacional, uma polêmica agita os bastidores do Verdão: o técnico Olavo Dantas não comanda a equipe há 20 dias.

A notícia veio por parte do diretor de futebol do Iranduba, Lauro Tentardini, que também confirmou que a equipe vem sendo treinada provisoriamente pelo técnico do time Sub-20 do Verdão, Felipe França. Olavo Dantas, que também é funcionário público federal, está ausente por conta dos compromissos como sargento do Exército Brasileiro.

Tentardini afirmou que, mesmo com a ausência, Dantas continua como treinador do time, mas alertou que o Iranduba está se profissionalizando cada vez mais e que a presença do técnico junto ao grupo é de fundamental importância.

“O Olavo tem uma história (no Iranduba), está há cinco anos. É pentacampeão amazonense. Fez um belo trabalho no Iranduba e continua fazendo. Só que o Iranduba está virando um time profissional - embora o esporte feminino ainda seja amador - e o Olavo é militar, e ele não está conseguindo tempo pra desenvolver a sua função”, revelou Tentardini.

Questionado se existe a possibilidade de mudança no comando do Iranduba, caso Olavo não continue na equipe, Tentardini esquivou-se e disse apenas que quem decide é o presidente do clube, Amarildo Dutra. 

“Como eu disse, o professor Olavo segue no projeto. Mas caso seja necessário alguma mudança, ela não passa por mim. Depende do presidente Amarildo, ele é o comandante do projeto e existe uma hierarquia. O clube tem um regime presidencialista. Mas o que eu posso dizer é que o Olavo segue no projeto", pontuou.

Polêmica pós-Draft

Os ânimos se acirraram na alta cúpula do futebol do Iranduba, logo após o Draft da CBF, ocorrido no dia 23 de fevereiro, na sede da entidade. Na ocasião, o time amazonense foi representando por Lauro Tentardini no evento de escolha das atletas da seleção permanente como reforço para as equipes que avançaram para segunda fase do Brasileiro feminino.

Na opinião do diretor de futebol do Verdão, Olavo Dantas ficou chateado por não ter sido escolhido para participar do Draft.

"Sendo bem sincero, acho que o Olavo acabou ficando magoado por não ter sido ele o escolhido para o Draft. Coisas normais do futebol... de qualquer empresa. A decisão é do presidente de ter ido o diretor de futebol, no caso eu, até porque eu montei o grupo de jogadoras esse ano", explicou.

Tentardini ainda confirmou que Dantas estará no congresso técnico da CBF sobre o Brasileiro Sub-20 este mês. "O Olavo continua fazendo parte do projeto e vai no dia 11 (março), pra São Paulo, no congresso (técnico da CBF) do Sub-20 e continua conosco, sem problema nenhum. Vamos ver daqui pra frente. O que eu posso te dizer é que, com certeza, contra o Corinthians nossa equipe vai estar forte e focada no jogo".

O dirigente que veio do catarinense Kindermann ainda tentou jogar "panos quentes" no caso, avaliando que não existe polêmica entre ele e o técnico Olavo Dantas. "Estão criando uma polêmica onde não existe. Sobre uma matéria que saiu no site da CBF, afirmando que eu escrevi a matéria que foi pra CBF, e isso não é verdade. Eu fui entrevistado pela assessora de imprensa da CBF. Depois do Draft ela me chamou pra entrevista, assim como entrevistou a Emily (Lima, treinadora), do Santo André, que também foi feita a matéria", concluiu. 

O silêncio de Olavo

Procurado pela reportagem do CRAQUE, o técnico Olavo Dantas se limitou a dizer que não comentaria sobre as declarações do diretor de futebol do Iranduba, que está no Rio de Janeiro. Vale ressaltar que Dantas está no comando das "Guerreiras do Hulk" desde sua fundação, em 2011, e que não é a primeira vez que o treinador se ausenta do cargo.

No ano passado, durante a disputa do Amazonense da categoria, Dantas deixou o time sob a batuta do preparador físico José Said. Na época, mesmo distante, Dantas apoiava a equipe como coordenador técnico. No final da temporada o Iranduba ergueu o pentacampeonato.

A reportagem também tentou falar com o presidente do Iranduba, Amarildo Dutra, mas o dirigente não atendeu as ligações.

As Guerreiras do Hulk têm compromisso marcado para o dia 23 de março contra o Corinthians, quando estreia na segunda fase do Brasileirão. O local do confronto ainda não está definido, mas pode ser levado para a Arena da Amazônia. 




Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.