Publicidade
Esportes
Craque

Após 254 dias internado, Schumacher recebe alta e seguirá tratamento em casa

O ex-piloto, que passou seis meses em coma, segue em franca recuperação. O heptacampeão mundial lutará agora contra as possíveis sequelas do acidente de esqui sofrido em dezembro de 2013 09/09/2014 às 16:08
Show 1
Schumacher saiu do hospital e agora seguirá tratamento em casa.
ACRITICA.COM Manaus (AM)

O maior campeão da história da Fórmula 1, Michael Schumacher, conseguiu mais uma vitória nesta terça-feira (9), talvez a maior de sua vida: a evolução de seu estado, após o grave acidente de esqui que sofreu no final do ano passado. O alemão foi liberado do hospital em que estava internado, em Lausanne, na Suíça, e agora seu processo de reabilitação seguirá em casa.

Segundo a agência de notícias Sky News, o quadro de Schumacher teve constante evolução nas últimas semanas, possibilitando que os planos da família do ex-piloto de o levarem para casa fossem concretizados. A transferência de “Schumi” (apelido do ex-piloto) do hospital na França, para o centro médico na Suíça, foi cercado por mistério e cuidados por parte dos familiares, uma vez que houve um vazamento de informação sobre o estado de saúde dele durante a internação em Genoble.

Foram 254 dias internado em hospitais depois que o ex-piloto caiu enquanto esquiava, em 29 de dezembro de 2013, em Méribel, nos Alpes franceses. Os ferimentos que ele sofreu com o impacto na cabeça foram tão graves que Schumacher ficou 189 dias em coma, internado na França. Em seguida, ele foi transferido para Lausanne.

As notícias sobre o real estado de saúde do ex-piloto ainda são obscuras e os detalhes mais específicos surgem geralmente da imprensa europeia. Segundo os jornais daquele continente, Michael Schumacher estaria se comunicando com a família pelos olhos, já que perdeu todos os outros movimentos e a fala. 

Publicidade
Publicidade