Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
FUTEBOL

Após cinco jogos sem vencer, Fast goleia o GAS-RR na Colina

Placar de 4 a 0 sobre o clube roraimense encerrou sequência negativa do Tricolor de Aço na Série D



WhatsApp_Image_2021-07-31_at_19.42.22_0DD3D706-9CF8-4D94-8991-5C276558EF4D.jpeg Foto: Arlesson Sicsú
31/07/2021 às 19:26

Jogando pela nona rodada do Campeonato Brasileiro Série D, o Fast venceu o GAS pelo placar de 4 a 0, na tarde deste sábado (31), no Estádio Ismael Benigno. A tão necessaria vitoria veio após quase um mês e meio de resultados negativos e é a primeira com Lecheva no comando.

O Fast entra em campo novamente no domingo (8), pela décima rodada do campeonato, o jogo será fora de casa contra o Galvez, às 16h, na Arena da Floresta. Já o GAS recebe o São Raimundo-RR no sábado (7), às 17h, no Estádio Flamarion Vasconcelos.



Primeiro tempo

O jogo começou agitado, como seria de se esperar de duas equipes que estão atrás da classificação, mas era o Grêmio Atlético Sampaio que estava com mais gás, marcava e trabalhava muito bem as jogadas conseguindo chegar perto do gol mais facilmente. 

Com sete minutos, Tiago Amazonense consegue ficar com a sobra de bola na entrada da área, arruma mas a batida é isolada. 

Aos 11, Caíque sobe com liberdade pela esquerda, entra na area, bate e passa por todo mundo, menos no fundo da rede.

O jogo começou a ficar mais equilibrado, o Fast começava a aparecer mais, tinha um ritmo melhor, trocava passes, porém faltava um toque especial para que o gol pudesse ser feito.

Aos 32 finalmente ele veio! Cobrança de escanteio feita por Flamel, o goleiro do GAS falha na defesa e bola fica sobrando na área, Charles chega com velocidade na área e chuta a bola que vai como um foguete para o fundo da rede, sem chance de defesa.

Com 41 veio o GAS atrás do empate, Edinho Canutama na ponta direita chutou cruzado, bola passou raspando na trave.

O Fast teve a chance de ampliar aos 42, em jogada de contra ataque André despistou a marcação, mas chutou na trave, no rebote Charles chutou de primeira mas sem sucesso também. 

O final da primeira etapa ficou agitada com o pênalti para o Tricolor de Aço aos 43, o árbitro Ideilon apontou toque de mão do Pastor. A cobrança foi feita e desperdiçada por André Carlos, o jogador chutou sem muita força do lado esquerdo, sem dificuldade para Saulo defender. 

Segundo tempo

Procurando garantir a vitória, o Rolo Compressor tratou de ampliar o marcador aos cinco minutos, Charles mais uma vez fez seu nome, em jogada individual o camisa 91 despistou duas marcações e chutou no canto do goleiro Saulo.

Conforme o jogo ia se aproximando da metade os técnicos Lecheva e Léo Goiano começaram a fazer as substituições, o GAS fez a troca do seu trio ofensivo na tentativa de descontar no placar. Alguns cartões também eram distribuídos, um deles foi vermelho para o goleiro Bruno Saul que estava no banco de reservas o GAS e reclamava muito.

Aos 39, Alexandro Pinho cobrou falta por debaixo da barreira, a bola foi em direção ao canto direito do goleiro Iago que se esticou e conseguiu defender. Aos 41 mais uma chance de descontar o placar, Robemar cruza a bola, mais uma vez Pinho que sobe mas manda para fora.

O jogo chegou aos acréscimos mas o Tricolor de Aço não parou por aí. Aos 48, Alexandre em contra ataque chegou na entrada da área e mandou fundo marcando o terceiro gol do jogo. O quarto e último veio pelos pés de Wendel no minuto seguinte que recebeu a bola dentro da área e sem dificuldade marcou o gol.

Alice Pereira
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.