Publicidade
Esportes
De molho

Após confirmação de fratura, Daniel Alves deve ficar quatro meses parado

O lateral-direito da Seleção Brasileira e do Juventus, da Itália, só deve voltar aos gramados em março de 2017 28/11/2016 às 12:16 - Atualizado em 28/11/2016 às 12:52
Show foto
Dani Alves sentiu a lesão no fim do segundo tempo, mas minimizou a contusão em mensagem nas redes sociais (Foto: Juventus.com)
acritica.com Turim (Itália)

O lateral-direito Daniel Alves, da Juventus-ITA, e da Seleção Brasileira, fraturou a perna durante partida deste domingo (27), da Liga Italiana contra o Genoa, informou a Juventus em seu site oficial. O jogador, de 33 anos, foi ara a Juventus, atual campeã italiana, nesta temporada, após oito temporadas no Barcelona.

Depois de exames mais detalhados, foi constatada  fratura na fíbula do jogador, que foi capitão da Seleção em partida contra a Argentina pelas Eliminatórias. Mesmo com a gravidade da contusão, o jogador deixou mensagem em sua rede social minimizando o problema e disse que deve retornar ao futebol o mais rápido possível. 

"Obrigado a todos pelas mensagens de apoio e carinho. Infelizmente nossa profissão, ao ser uma profissão de risco, acontecem esses tipos de acidente. Gostaria também de esclarecer a todos meus amigos e familiares que não é tão grave como está saindo na internet, pronto estarei de volta como sempre, vivendo minha profissão com a entrega que me levou a conseguir uma carreira sólida e de muitos êxitos, não sei vivê-la de outra maneira.....Muito obrigado pelo vosso carinho e até loguinho!!!", disse Daniel Alves, em sua conta no Instagram.

Com a séria lesão, além de desfalcar a Juventus, Daniel Alves vira preocupação para Tite nas Eliminatórias da América do Sul. A Seleção brasileira tem compromissos pelos torneio, que dá vaga para a Copa da Rússia 2018, contra o Uruguai, no dia 23 de março, e o Paraguai, no dia 28. Justamente nas datas próximas aos quatro meses estimados para total recuperação do lateral.

Publicidade
Publicidade