Publicidade
Esportes
Craque

Após de admitir ‘mala branca’, Prass pode sofrer punição de dois anos

Goleiro do Palmeiras confirmou que recebeu dinheiro para vencer partida quando atuava pelo Vasco da Gama. O arqueiro, agora no Palmeiras, deverá ser denunciado no STJD e poderá ser suspenso por 720 dias 27/11/2014 às 17:00
Show 1
Prass pode pegar um gancho de dois anos por admitir receber "mala branca".
ACRITICA.COM Manaus (AM)

Depois de declarar publicamente que havia recebido a famosa mala branca para vencer um jogo de futebol, o goleiro Fernando Prass, poderá sofrer punição pelo Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). A entrevista “bombástica” aconteceu nesta quarta-feira (26), na Academia de Futebol do Palmeiras. O arqueiro do Alviverde deverá ser denunciado ao Tribunal e corre o risco de levar um gancho de 720 dias.

Paulo Schmitt, procurador do STJD, solicitou as imagens e o áudio das declarações de Prass. Na ocasião, o goleiro confessou que recebeu pagamento para vencer uma partida quando atuava pelo Vasco. O arqueiro não quis dizer qual a partida, nem quem seria o beneficiado com a vitória paga da equipe Cruzmaltina. O que acabou caindo muito mal na cúpula do Palmeiras que luta contra o rebaixamento.

"Isso acontece, é normal. Já recebi de outro clube para vencer o jogo", disse Prass, ao comentar a possibilidade de o Palmeiras oferecer um prêmio financeiro ao Flamengo, que enfrenta neste sábado (29)o Vitória-BA. O time baiano é um rival direto do clube alviverde na batalha para não cair pra Série B do Brasileirão.

"Se dinheiro garantisse alguma coisa, nós mesmos faríamos uma vaquinha. Mas isso não existe, é muito subjetivo", tentou despistar Prass depois de perceber o ato falho. O goleiro palmeirense deve ser enquadrado no artigo 238, que prevê punições a quem "receber ou solicitar, para si ou para outrem, vantagem indevida em razão de cargo ou função, remunerados ou não, em qualquer entidade desportiva ou órgão da Justiça Desportiva, para praticar, omitir ou retardar ato de ofício, ou, ainda, para fazê-lo contra disposição expressa de norma desportiva".

A Procuradoria do Tribunal deverá atrelar as provas da denúncia e levá-las ao Tribunal até a semana que vêm. O STJD analisará a questão e caso aceite a denúncia, o jogador poderá ser punido com multa que pode variar entre R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de 360 a 720 dias.

Publicidade
Publicidade