Publicidade
Esportes
VAI SAIR?

Após eliminação na Série D, Fast pode se afastar do futebol por dois anos

Rolo Compressor cogita tirar o time de campo se não conseguir patrocínios para o ano que vem 27/06/2017 às 08:48
Show zcr042702 p01
Fast não conseguiu passar da primeira fase da Série D do Campeonato Brasileiro. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

Após eliminação na Série D e sem conseguir calendário para as principais competições do ano que vem, o Fast Clube vive uma situação delicada.  Buscando equilibrio financeiro, a direção do time cogita tirar a equipe das atividades até conseguir se reestruturar. “Há uma grande possibilidade do Fast não participar das atividades por dois anos. O fato é que todos no futebol do Amazonas conhecem: a falta de recurso”, revelou Thiago Durante, diretor de futebol do Tricolor de Aço, que também reforçou que o time tem cumprido todas as obrigações com os atuais jogadores do elenco, incluindo salários e passagens aéreas. 

 Por enquanto, não disputar competições no ano que vem é apenas uma possibilidade. “Se não aparecer investidores, se não houver parceiros, se não houver nenhum tipo de ajuda governamental ou da própria iniciativa privada para o ano de 2018, dificilmente o Fast vai participar das competições, porque nós não vamos ser irresponsáveis de deixar o clube em uma situação vexatória, de participar de um time sem qualquer possibilidade de competir para tomar goleadas, para ser rebaixado, é melhor que se fique fora, que se planeje, para voltar em uma competição muito melhor depois”, finalizou Thiago Durante.

No ano passado, o Fast encerrou um jejum de 45 anos sem título e conquistou o Campeonato Amazonense. Com isso, o time conseguiu classificação para a Série D, Copa do Brasil e Copa Verde neste ano, mas não conseguiu avançar em nenhuma das competições sendo eliminado na primeira fase de todas. No Barezão 2017, o time caiu nas semifinais, conquistou o terceiro lugar e conseguiu apenas uma vaga na pré-Copa Verde do ano que vem.

Publicidade
Publicidade