Sábado, 14 de Dezembro de 2019
Perdeu o sono

Após empate, Seleção desembarca em São Paulo e Dunga diz que não dormiu

Visivelmente cansado, o técnico falou que foi difícil pegar no sono depois da partida em Assunção, na última terça-feira, dia 29, válida pela sexta rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo



DUNGA033.jpeg Treinador analisa jogo em Assunção. Foto: Rafael Ribeiro / CBF
30/03/2016 às 10:15

Após empate de 2 a 2 com o Paraguai, a Seleção Brasileira desembarcou na manhã desta quarta-feira, dia 30, em São Paulo. Visivelmente cansado, o técnico Dunga falou que foi difícil pegar no sono depois da partida em Assunção, na última terça-feira, dia 29, válida pela sexta rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo.

“Você não consegue dormir, fica pensando em tudo o que aconteceu no jogo. Conversei o tempo todo com minha comissão técnica. Só agora, em casa, vou tentar descansar”, disse o treinador.



Em sexto lugar na tabela de classificação, o Brasil só volta a jogar pelas Eliminatórias em setembro, quando enfrentará o Equador (vice-líder), fora de casa, e a Colômbia (quinta colocada), em casa. Dunga lamentou o longo intervalo dos jogos.

“Se tivéssemos uma sequência de jogos, o crescimento da equipe seria outro. Ficamos 128 dias sem jogar, se a continuidade existisse, nosso aproveitamento teria sido bem melhor. Agora teremos de esperar um longo tempo novamente”, destacou o comandante.

O técnico da equipe carinho também comentou sobre as críticas que vem sofrendo desde o seu retorno a Seleção.

“A responsabilidade é sempre do treinador. Felipão, campeão do mundo, foi contestado. Zagallo, campeão do mundo, foi contestado. Parreira, campeão do mundo, foi contestado. Por que eu não seria? Eu não fui campeão, então, é normal o que está acontecendo. Não é novidade. Temos nossa forma de jogar e não vamos mudá-la”, declarou.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.