Publicidade
Esportes
Craque

Após esquecimento, Escola de Remo será revitalizada

Acordo feito entre Prefeitura e a Federação Amazonense de Remo (FAR) prioriza reforma e ampliação do local. Obras devem ser iniciadas em um mês e meio 15/02/2013 às 18:03
Show 1
Hissa Abrahão cumprimenta atletas do remo
acritica.com Manaus (AM)

Com as atividades paralisadas desde agosto de 2010, devido às obras na Ponta Negra, os remadores receberam uma ótima notícia na manhã desta sexta-feira (14): a revitalização da Escolinha de Remo. O anúncio foi feito pelo prefeito em exercício e secretário municipal de Infraestrutura e Habitação, Hissa Abrahão, que esteve no complexo acompanhado do secretário municipal de esportes, Fabrício Lima. A prioridade é que as construções sejam iniciadas em um mês e meio.

“Nós estamos constatando que aproximadamente 12 anos não há uma reforma e nenhum compromisso do poder público em ajudar os remadores. E hoje nós estamos assumindo publicamente este compromisso de ajeitar, reformar a estrutura e quem sabe até ampliar a área. Este é um local bonito, visitado por vários turistas e nós temos interesse em fazer este esporte voltar a gerar muitos e muitos campeões”, afirmou Hissa Abrahão.

Sem água e luz no local, Hissa se dispôs em acabar de vez com todos os problemas da escolinha, afirmando que a prefeitura vai pagar as despesas.

“Não dá para chamar um garoto da periferia para treinar e não oferecer condições mínimas como água e luz. Logo, a Prefeitura de Manaus vai assumir a água e a luz deste local e quando a Federação tiver condições de caminhar sozinha, ela mesma ficará responsável por esta parte. Nós vamos colaborar no que for possível e a Prefeitura vai entrar de cabeça para ajudar estes atletas”, comentou Abrahão.


O presidente da Federação Amazonense de Remo (FAR), Aristóteles Neto, comemorou a boa nova e afirmou que a revitalização será sinônimo de conquista para o esporte.

“O remo merece está atenção, pois somente assim poderemos voltar ao topo. Estou muito feliz com o comprometimento do poder público”, disse.

O acordo feito entre Prefeitura e FAR num primeiro momento é a reforma da Escolinha de Remo. Com o projeto de ampliação do local, que deve ser entregue daqui a uma semana pelo arquiteto Almir Oliveira à Semdej, a entidade passa este planejamento a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Habitação (Seminfh) que irá sinalizar o andamento para a extensão do local. Segundo Almir Oliveira, a proposta de ampliação prevê um miniauditório para cem pessoas, uma oficina de reparo de barcas, duas salas administrativas, sendo uma para o remo e outra para o triatlhon, além de uma área reservada para as bicicletas.

Publicidade
Publicidade