Sábado, 20 de Julho de 2019
Rescaldo

Após susto, Jonathan e Deurick iniciam recuperação de olho no Remo

O goleiro e o defensor do Manaus se chocaram feio e deixaram o duelo diante do CSA-AL no início do 2º tempo. O camisa 12 do Gavião recebeu alta na manhã desta quinta-feira (8), enquanto o zagueiro já faz fisioterapia



aooo.JPG Jonathan ficou internado no hospital João Lúcio e fará novos exames antes de retornar aos gramados (Foto: ManausFC)
08/02/2018 às 18:43

Mais que um acidente de trabalho, o choque que tirou o goleiro Jonathan e o zagueiro Deurick do jogo em que o Manaus FC empatou em 2 a 2 e foi eliminado da Copa do Brasil, na quarta, contra o CSA, na Arena da Amazônia, foi dramático.

Jonathan, que teve uma convulsão em campo e foi levado desacordado ao Hospital João Lúcio, na Zona Leste da capital, só recebeu alta médica na manhã de ontem depois de uma noite de desespero para ele e a família. 

“Os médicos me falaram que cheguei no hospital vomitando, tive dois ataques de vômito. Eles fizeram os exames e não deu nada grave. Me perguntaram se eu tinha lembrança de alguma coisa e eu falei que não. Que não lembrava do lance. Lembro de ter entrado pro segundo tempo e depois já me lembro de ter acordado no hospital”, relatou Jonathan confirmando que teve lapsos de memória.

Jonathan deixou a Arena desacordado depois de sofrer uma convulsão (Foto: Evandro Seixas)

“Quando acordei, fiquei sem saber onde eu estava, até porque eu não sabia o que tinha acontecido. Mas os médicos falaram que é normal, que depois a memória vai voltando”, ponderou o goleiro afirmando que fará novos exames antes de retornar ao gol do Gavião. 

“Vou fazer alguns exames amanhã (hoje) ou depois pra ver se tem alguma coisa de errado ou não. Já estou me sentindo bem, não sinto mais dor de cabeça. Mas tenho de fazer esses exames pra ver se está tudo certo pra se o professor Wladimir precisar de mim pro jogo de quarta-feira contra o Remo, eu estarei pronto”, salientou o camisa 12 do Manaus FC lamentando a eliminação da Copa do Brasil.

“O sentimento que fica é o de tristeza porque nós sabíamos que poderíamos ter saído com a classificação. Lá no hospital, quando me informaram a primeira vez o placar, o jogo estava 2 a 1, e achei até que o jogo tinha terminado e a gente tinha classificado. Logo depois, me falaram que eles empataram e que nós ainda erramos um pênalti”, comentou Jonathan.

Deurick inicia tratamento

Lesionado no mesmo lance, o zagueiro Deurick conversou com Jonathan somente ontem pela manhã explicando o incidente ao colega. “Liguei pra ele e expliquei que o atacante do CSA tinha entrado em diagonal e ele ia bater cruzado e eu dei o carrinho. A bola passou por baixo dele. Consegui tirar o gol, mas infelizmente, meu joelho esquerdo pegou no rosto dele”, relata Deurick lamentando. 

Deurick, que marcou o primeiro gol do Gavião diante do CSA, lesionou o joelho esquerdo (Foto: Evandro Seixas)

“Foi um acidente de trabalho. A gente fica chateado por ter saído de um jogo daquele, um jogo bom, onde eu estava me sentindo muito bem, até porque tinha feito um gol e a minha vontade de vencer triplica. Mas o futebol é assim, creio muito em Deus e creio que Ele tem o melhor pra nós lá na frente”, concluiu o defensor do Gavião.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.