Publicidade
Esportes
NOVA ERA?

Após título inédito, La Salle espera se consolidar como potência no vôlei feminino

La Salle quebra sequência de conquistas do São Sebastião e mira ser novo time imbatível no Vôlei Feminino 24/08/2017 às 20:58
Show zcr0425 01f
Meninas do La Salle puderam fazer a festa e finalmente soltar na garganta o grito preso na garganta de campeã. (Foto: Antônio Lima)
Valter Cardoso Manaus-AM

O currículo é invejável: Mais de dez anos no topo do vôlei feminino do Estado, mas todo reinado chega ao fim. Na última quarta-feira (23),  o Grêmio Esportivo de São Sebastião passou a coroa para o La Salle como novas campeãs amazonenses.

 A mudança no cenário do vôlei feminino do Estado  vem acompanhada de muito trabalho e dedicação das novas campeãs. “Treinamos bastante. Eu estou desde os 14 anos fazendo final contra elas e sempre segundo colocado então para mim é muito importante, muito significante. Elas jogam muito e sempre nos respeitaram muito, então sempre ajudaram porque fomos um time muito mais novo, então ganhar é inexplicável”, explicou a capitã do La Salle Rochely Aparício, de 22 anos. A jogadora é um dos símbolos da conquista. Jovem, participou de inúmeras conquistas das equipes de base da escola, mas faltava a ‘cereja do bolo’. Agora com o troféu em mãos, a ideia é se inspirar nas rivais para tentar construir a própria história de sucesso. “Para roubar o lugar delas tem que ganhar, pelo menos, uns dez anos seguidos. Então vamos trabalhar pra isso, o Alexandre (técnico) sempre acreditou no trabalho, no treino duro então acho que o caminho é esse”, finalizou a jogadora.

O discurso é semelhante ao do treinador do time e se resumo em apenas uma palavra: trabalho. “A tendência é continuar treinando o grupo, se preparar para as próximas competições e tentar criar a nossa hegemonia agora”, pontuou o professor Alexandre Chaves.

Do outro lado, a perda do posto veio acompanhada de reconhecimento. “Na competição adulta ainda não tínhamos perdido oficialmente, então sabíamos que tinha a possibilidade de perder porque é muito difícil se manter no topo e o La Salle veio muito bem. São meninas altas, são meninas jovens e estão com o gás todo e nossa equipe, com alguns desfalques, não conseguimos segurá-las”, explicou Ana Carla Marinho,  treinadora e jogadora do São Sebastião.

 Sair do posto mais alto do vôlei feminino do Estado, porém, não apaga a história de conquistas do time. Pelo contrário, motiva para uma nova jornada para retomar o posto. “Pro ano que vem estamos prometendo uma equipe vindo forte novamente tentando reaver o título de campeão amazonense novamente, mas o La Salle está de parabéns, mereceram realmente”, completou Carla.

Publicidade
Publicidade